Brasil

PM é morto após confusão em adega na zona leste de SP

Paulo Eduardo Dias/Folhapress | 15/06/24 - 17h30
Reprodução

Um policial militar de folga foi morto a tiros na madrugada deste sábado (15) durante uma confusão em uma adega no cruzamento da rua dos Escoteiros com avenida do Imperador, no Jardim Camélias, zona leste de São Paulo.

Por volta das 3h uma pessoa foi até a sede do 29° batalhão da PM para informar aos plantonistas que um agente tinha sido baleado na rua. Policiais foram até o endereço mencionado e encontraram o soldado Ricardo Silva de Freitas caído no chão. Ele tinha ferimentos na cabeça e no tórax.

Os PMs apuraram que Freitas estava no interior da adega, mas ao deixar o estabelecimento comercial ele se envolveu em uma confusão com outras pessoas que estavam do lado de fora. Freitas então foi cercado e agredido e teve a arma que portava tomada, segundo os relatos.

Um vídeo, aparentemente gravado por um celular, mostra o policial discutindo com um homem O agente público não está com arma nas mãos. O soldado chega a empurrar a pessoa com o peito. Na sequência, o homem agarra o pescoço do policial.

Outras pessoas que assistiam a cena se aproximam e a briga deixa de ser registrada.

Câmeras de segurança na rua mostram o soldado cercado por homens e sendo agredido com chutes. O PM consegue se soltar do grupo e corre, mas é atingido por disparos feito por um dos homens. Um outro ângulo mostra quando o policial cai.

Freitas chegou a ser socorrido por uma equipe do Corpo de Bombeiros e levado ao pronto-socorro do Hospital Santa Marcelina, mas não resistiu aos ferimentos.

A Secretaria da Segurança Pública declarou que a ocorrência ainda estava em andamento, sem conclusão de um boletim de ocorrência.