Polícia

Polícia apreende 2.200 litros de combustível ilegal em Porto Real do Colégio

Ascom PRF | 16/08/21 - 09h53 - Atualizado em 16/08/21 - 12h00
Os policiais também prenderam um motorista que abastecia de forma irregular | Foto: Cortesia / Ascom PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Alagoas prendeu um homem por crime contra a ordem econômica, receptação de combustível e tráfico de drogas, no sábado (14). Na ocasião, os policiais apreenderam 2.200 litros de combustível ilegal e 133 comprimidos de anfetamina. O caso aconteceu no km 225 da BR 101, em Porto Real do Colégio/AL.

Era por volta das 15h30 quando a equipe avistou um caminhão Ford Cargo, de cor branca, cujo motorista abastecia de maneira irregular. O veículo estava estacionado em um terreno aberto e o homem colocava o combustível com bombonas plásticas de 60 litros, através de uma mangueira. Ao perceber a presença dos policiais, ele empreendeu fuga pelos fundos de uma borracharia, que faz conexão com o terreno.

Os PRFs realizaram o acompanhamento e conseguiram abordar o condutor do caminhão. Os outros dois indivíduos adentraram em um imóvel que parecia abandonado. Os agentes não conseguiram encontrar os indivíduos, mas ao analisarem o local, perceberam que havia uma grande quantidade de bombonas de 60 e 40 litros, além de várias caixas d’água de 1.000 litros cheias de combustível. 

Em revista ao veículo, os policiais ainda encontraram 133 comprimidos de Nobésio, uma anfetamina utilizada pelos condutores para inibir o sono. Questionado sobre, o motorista do caminhão assumiu que a droga era dele e que estava abastecendo ali pode ordem do seu patrão. Ele afirmou também que abastecia por R$3,70 o litro. 

Quanto à identidade do proprietário do imóvel, o condutor afirmou que ele possuía uma borracharia de pequeno porte e um estabelecimento de venda de produtos agropecuários. Os policiais apreenderam o combustível, sendo no total: 200 litros de gasolina e 2.000 litros de óleo diesel. 

O homem que conduzia o caminhão foi preso e encaminhado à Delegacia da Polícia Civil em São Miguel dos Campos. Ele vai responder por tráfico de drogas, crime contra a ordem econômica e receptação.