Polícia

Polícia Civil realiza paralisação e suspende registros de boletins de ocorrências 

Redação TNH1 | 11/11/20 - 10h22 - Atualizado em 11/11/20 - 10h37
Foto: Ascom Sindpol

Como parte de uma paralisão, a Polícia Civil de Alagoas suspendeu a confecção de boletins de ocorrências nas delegacias de todo o estado. A medida foi adotada a partir das 8h desta quarta-feira (11) e será válida por 48h, com excessão para casos de estupro, Serviço de Verificação de Óbito (SVO) e flagrantes.

De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol), a paralisação é para cobrar uma reunião com o governador Renan Filho (MDB) e "concluir as negociações pela valorização da categoria". 

Segundo anúncio do Sindpol, durante a paralisação, os policiais civis também não sairão para cumprir mandados de prisões e mandados de busca e apreensões, além de não participarem de operações policiais.

Já os flagrantes só serão registrados um por vez e com a presença de delegado. Também estão suspensas as oitivas, isto é, declarações, depoimentos e interrogatórios.

O TNH1 entrou em contato com o Governo de Alagoas e aguarda uma resposta.