Polícia

Polícia é acionada após postagem de estudante do Ifal de Satuba com suposta ameaça

Redação TNH1 | 23/05/19 - 10h28 - Atualizado em 23/05/19 - 17h55
Reprodução Instagram

Militares do 8º Batalhão da Polícia Militar foram acionados para averiguar uma possível ameaça de um dos alunos do Instituto Federal de Alagoas (Ifal) da cidade de Satuba, na Região Metropolitana de Maceió, postada nas redes sociais.

A mensagem feita pelo aluno foi um desenho com vários bonecos representando alunos da instituição e uma frase, interpretada por estudantes e pais como ameaça.

“A seleção começou, pessoa. Você que está lendo isso, provavelmente, já está na lista. O jogo só está começando. Bom, claro que as peças mais poderosas vão escapar do inevitável, mas os peões serão caçados”, dizia a postagem.

Veja as imagens:

De acordo com o sub-tenente Vanildo, do 8º BPM, não houve confirmação de crime, e a direção do Ifal informou que o aluno está sendo assistido por uma psicóloga.

“Até o momento, não houve crime nenhum. Nós fomos averiguar e quando chegamos lá fomos informados que ele estava sendo atendido pela psicóloga. O diretor também havia  ido à casa dele, na Chã do Pilar, para conversar com os pais desse jovem e nos informou, por telefone, que está tudo bem”, explicou o militar.

Essa não é a primeira vez que um aluno faz uma postagem em tom ameaçadora em Satuba. De acordo com o sub-tenente, no mês passado aconteceu algo semelhante na Escola Municipal Josefa Silva Costa, mas como o suspeito era menor, o promotor da cidade pediu para levar o garoto ao Fórum, onde ambos conversaram e o adolescente foi liberado.

A instituição emitiu nova nota com o posicionamento oficial na tarde desta quinta-feira. 

Confira a nota na íntegra:

Nota de esclarecimento sobre especulação de atentado no Campus Satuba (n°2)

Sobre o episódio especulativo de atentado no Instituto Federal de Alagoas (Ifal) - Campus Satuba, a Direção Geral vem a público informar:

1 - Não existiu qualquer atentado ou agressão física envolvendo estudantes ou servidores;

2 - A Polícia Militar esteve no campus, mas não foi formalizada nenhuma denúncia pela gestão, que ainda efetuava os levantamentos internos para a elucidação da situação;

3 - Não houve nenhuma conclusão sobre a autoria dos desenhos e frases postados, nem de que havia intencionalidade em materializá-los;

4 - Apesar da negativa do estudante a quem se imputa a autoria das ameaças, a instituição esteve com a família e realizou o encaminhamento ao serviço público de saúde, que irá solicitar atendimento especializado;

5 - No campus, os setores responsáveis estão redigindo um relatório a respeito do que se apurou sobre o caso para encaminhar ao Conselho Tutelar;

6 - A instituição está atuando com o apoio da equipe multidisciplinar para esclarecer os fatos e minimizar possíveis desgastes psicológicos entre estudantes e servidores;

A Direção Geral informa ainda que as aulas não foram suspensas, e todas as atividades acadêmicas e administrativas permanecem em funcionamento. Caso surjam novas e relevantes informações, o Campus Satuba expedirá outros comunicados".