Polícia

Polícia encontra crianças abandonadas há 3 dias em casa no Benedito Bentes

Larissa Costa | 13/03/19 - 12h58 - Atualizado em 13/03/19 - 13h03
A casa fica na comunidade Alto da Alegria, no Benedito Bentes | Cortesia ao TNH1

Abandono. Foi nessa situação que militares do 5º Batalhão da Polícia Militar de Alagoas encontraram cinco crianças em uma casa na tarde dessa terça-feira, dia 12, sem a presença dos pais, sujas e com fome há pelo menos três dias.

As crianças moram na comunidade Alto da Alegria, no Benedito Bentes, parte alta de Maceió. Elas residem com a mãe, Manuela da Silva, de 27 anos, que tem problema com alcoolismo, segundo informou o tenente-coronel Coutinho, comandante do 5º Batalhão da PM.

A situação de abandono das quatro meninas de 10, 9, 7 e 4 anos, e de um bebê de 1 ano e meio, foi denunciada por vizinhos.

Geladeira completamente vazia na casa onde moravam as crianças. (Crédito: cortesia ao TNH1)

De acordo com Tássito Fontes, conselheiro tutelar da 9ª região, o avô materno das crianças mora próximo à casa da filha, mas também enfrenta dificuldades com o álcool.

“O avô tem consciência da situação de total abandono, inclusive de agressão que as crianças sofriam, mas só interferia nas atitudes de Manuela quando visitava a casa uma vez ou outra. Ele tentava impedir que a mãe batesse nas meninas, e deseja que a filha seja presa”, explicou o conselheiro.

Ainda conforme o conselheiro, o pai da menina de 4 anos foi localizado. Ele mora em Marechal Deodoro, no Litoral Sul, e vai providenciar, junto ao Conselho, a guarda da filha. Já os pais das outras crianças ainda não foram localizados. As de 10, 9 e 7 anos estão na Casa de Passagem Feminina, que abriga crianças do sexo feminino, entre 7 e 18 anos, em situações vulneráveis. Já o bebê de 1 ano meio está em uma casa de adoção.

Crianças sob cuidados do Conselho Tutelar logo após serem resgatadas. (Crédito: cortesia ao TNH1)

Segundo Tássito Fontes, depois do resgate, Manuela chegou em casa, percebeu que os filhos não estavam e saiu mesmo assim. Ela se prostitui, segundo a polícia.

Ao retornar na manhã desta quarta-feira (13) para casa, Manuela da Silva foi informada pelo avô das crianças que os filhos foram levados pelo Conselho Tutelar e só vão ser liberados do juizado com o registro de nascimento. Apenas o bebê é registrado no cartório.

A polícia já localizou a mãe, que foi encaminhada para uma casa de reabilitação de dependentes químicos. Ela aceitou o tratamento de forma voluntária e, só quando for liberada, é que pode responder por abandono de incapaz. Assim que os registros de nascimento forem confeccionados, o Conselho vai registrar um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Crimes contra a Criança. 

(Cortesia ao TNH1)
Parte interna da casa
Parte interna da casa (Cortesia ao TNH1)