Polícia

Polícia Federal cumpre mandado na parte alta de Maceió contra pornografia infantojuvenil

Assessoria PF AL | 02/02/21 - 12h34 - Atualizado em 02/02/21 - 12h51
Arquivo

A Polícia Federal em Alagoas cumpriu nesta terça-feira, 02, um mandado de busca e apreensão em um bairro da parte alta da cidade de Maceió, durante a execução da fase ostensiva da Operação “INOCÊNCIA COMPARTILHADA 2”, que investiga o compartilhamento de fotos e vídeos com cenas de pornografia infantojuvenil em grupos de aplicativos de mensagens, dos quais também participavam pessoas residentes em outros países.  

A investigação é resultado da operação policial desenvolvida pela Interpol na Argentina denominada “Operacion Terra” que identificou a existência de grupos do aplicativo de mensagens Whatsapp por onde os investigados trocavam fotos e vídeos contendo imagens de abuso sexual de crianças e adolescentes com participantes de vários países. A polícia argentina identificou que um dos participantes do grupo utilizava um terminal móvel com DDD do Estado de Alagoas, o qual compartilhou imagens de crianças em situação de nudez. Diante dos fatos, a Polícia Federal representou à Justiça Federal pela expedição de mandado de busca e apreensão para aprofundar as investigações.  

Embora o usuário da linha telefônica investigada não estivesse no imóvel no momento do cumprimento do mandado de busca, os policiais federais colheram informações importantes para a sua identificação e responsabilização.  

O responsável responderá pelos crimes previstos nos artigos 241-A e 241-B da Lei 8.069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente) que punem a posse e o compartilhamento de imagens pornográficas e de sexo explícito envolvendo crianças e adolescentes. As penas máximas para esses crimes, se somadas, podem chegar a até 10 (dez) anos de prisão.  

As investigações continuarão até a localização do responsável.