Polícia

Polícia identifica suspeitos de matar professor e prende um

Redação TNH1 com TV Pajuçara | 14/02/19 - 13h42 - Atualizado em 14/02/19 - 13h53
Macilon lecionava no povoado Passagem do Meio | Reprodução/Redes Sociais

O delegado Daniel Mayer, responsável pelas investigações sobre o assassinato do professor Macilon Vieira Barros, nessa quarta-feira (13), em Piranhas, confirmou, em entrevista ao programa Fique Alerta, da TV Pajuçara, nesta quinta-feira (14), que os dois suspeitos de autoria do crime foram identificados e um já foi preso.

Segundo Mayer, a polícia conseguiu capturar em flagrante um homem identificado como José Pedro, que teria invadido um ginásio esportivo com o comparsa e retirado à força do local o professor de Química. Macilon foi morto a tiros na rua. 

“Ainda não podemos dar muitos detalhes, mas dois envolvidos inicialmente na autoria já foram identificados, um já foi preso e não estamos medindo esforços para capturar o segundo. Outras pessoas também teriam ligação com o crime”, disse.

O caso

O professor de Química Macilon Vieira Barros, que participava de uma partida de futebol em um ginásio de esportes localizado no povoado Piau, em Piranhas, nessa quarta-feira (14), foi arrastado do local por duas pessoas encapuzadas e morto a tiros na rua.

A polícia afirmou que o crime teria sido motivado por vingança. O irmão da vítima, conhecido como “Banda”, tem passagem pela polícia e teria matado uma pessoa inocente, dias atrás, o que teria motivado a reação violenta dos atiradores que mataram Macilon.