Polícia

Polícia investiga morte de criança em Rio Largo; corpo passa por exame de DNA

Redação TNH1 | 23/06/21 - 19h33 - Atualizado em 23/06/21 - 19h33
Familiar reconheceu corpo da menina Raíssa, mas IML ainda aguarda confirmação através de exame de DNA | Reprodução / Redes Sociais

A Polícia Civil de Alagoas está investigando a morte de uma menina de apenas 11 anos em Rio Largo. Um familiar reconheceu o corpo da menina Ingrid Raíssa, que estava desaparecida desde a tarde do domingo, 20, mas o Instituto Médico Legal (IML) só vai confirmar a identidade após exame de DNA. 

O IML informou nesta quarta-feira, 23, que o corpo da criança será examinado e que já foi coletado o material genético de familiares. O corpo ainda não foi liberado porque foi encontrado em estado de putrefação irreconhecível, disse a assessoria do IML. 

O exame de necropapiloscopia foi descartado visto que a criança não possui carteira de identificação e o exame de arcada dentária também foi descartado porque a criança nunca fez nenhum tratamento dentário onde pudesse conter informações odontológicas da mesma. 

Entenda

O corpo de uma menina de aproximadamente 11 anos foi encontrado nesta terça-feira, 22, em uma área de difícil acesso, na Zona Rural de Rio Largo, região Metropolitana de Maceió. A suspeita é que o corpo possa ser da menina Ingrid Raíssa, que está desaparecida desde a tarde do domingo, 20. 

Segundo a mãe da criança, a menina saiu de casa na fazenda Canoas por volta das 15h do último domingo e estava desaparecida desde então.