Alagoas

Policiais civis denunciam precarização de serviços em delegacias de Alagoas

TNH1 | 06/12/18 - 14h21 - Atualizado em 06/12/18 - 17h19
manifestação aconteceu em frente à Central de Flagrantes | Ascom Sindpol

Nesta quinta-feira (06), policiais civis realizaram uma manifestação em frente à Central de Polícia, no bairro Pinheiro. Eles denunciam a precarização das delegacias e condições insalubres de trabalho.

De acordo com o Sindicato dos Policiais Civil de Alagoas (Sindpol), o ato é para chamar atenção ao não pagamento das empresas terceirizadas que prestam serviços ao Governo de Alagoas na limpeza e fornecimento de alimentação aos presos nas delegacias. “A situação gera transtorno para os presos e seus familiares, prejudicando toda a categoria de policiais civis”, frisou o presidente do Sindpol, Ricardo Nazário.

O Sindpol diz que o Estado não está repassando os pagamentos das empresas terceirizadas, causando a falta de higienização nas delegacias e celas, além da falta de cozinheiros, que fazem a comida dos presos.

A situação, segundo o Sindpol, tornou delegacias impraticáveis para o trabalho, a exemplo da Delegacia Regional de Arapiraca, que estaria tomada de lixo.

A assessoria de comunicação da Polícia Civil informou que houve licitação, mas como ocorreu demanda judicial (recursos) isso atrasou a contratação. Porém, a situação judicial foi superada com o auxilio da Procuradoria Geral do Estado e o processo licitatório foi finalizado, e já se encontra apto para homologação e assinatura do contrato.

Ainda segundo a assessoria, os procedimentos devem ser normalizados a partir desta sexta-feira (07).