Polícia

Policial penal é preso quando levava dinheiro, cocaína e celular para o Sistema Prisional

Redação TNH1 | 08/01/21 - 17h15 - Atualizado em 08/01/21 - 17h31
Cortesia

Uma operação conjunta entre a Delegacia de Narcóticos (DENARC) e a Polícia Penal prendeu, na tarde desta sexta-feira, 8, o policial penal Marcelino Marinho Falcão, suspeito de facilitar a entrada de drogas e celulares no Sistema Prisional. 

O servidor foi preso em flagrante com R$ 5 mil, um aparelho celular, além de 450 gramas de cocaína, que seriam entregues a um reeducando. 

De acordo com o delegado Marcos Lins, do Denarc, Marcelino Marinho Falcão já vinha sendo monitorado. “Após levantamentos, ficamos sabendo que ele faria a entrega desse material hoje [sexta-feira]. Fizemos o acompanhamento e realizamos a prisão em flagrante”, disse o delegado, ao citar o trabalhando da Secretaria de Seguraça Pública (SSP) e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Ainda de acordo com o delegado, não há a informação de que o valor apreendido seja integralmente referente ao pagamento que receberia o policial penal pelo serviço. “Ainda vamos ouvi-lo”, disse.

Marcelino Marinho Falcão vai ser autuado por corrupção passiva, tráfico de drogas e favorecimento real, pelo fato de facilitar a entrada de celular no sistema prisional.

De acordo com a Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris), a ação que prendeu o policial penal faz parte da operação denominada Porta dos Fundos 2, desencadeada com o objetivo de apurar supostos desvios de conduta por parte de agentes da Segurança Pública. Por meio de sua assessoria de comunicação, a Seris fez questão de ressaltar que repudia veementemente condutas dessa natureza.