Maceió

Prefeito e presidente da OAB/AL discutem situação do Pinheiro

Assessoria | 21/01/19 - 14h36 - Atualizado em 21/01/19 - 14h43
Rui Palmeira e Nivaldo Barbosa debatem a situação do Pinheiro | Reprodução

Nesta segunda-feira (21), o prefeito Rui Palmeira recebeu a visita do novo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Alagoas (OAB-AL), Nivaldo Barbosa Jr. Na ocasião, os gestores falaram sobre a importância de estreitar relações entre as instituições e sobre a situação no bairro do Pinheiro.

“É muito importante receber o presidente, que nos convidou para sua posse, na próxima segunda-feira (28). Tratamos de assuntos importantes para a cidade, como é o caso do Pinheiro, que é uma preocupação de todos nós. E, claro, que a OAB não poderia ficar fora dessa discussão”, ponderou Rui Palmeira.

O prefeito reforçou a necessidade de fortalecer o debate sobre a situação do bairro. “A presença da Ordem é muito bem-vinda, pois chancela a seriedade do debate. Então, que a OAB possa, junto ao Ministério Público Estadual e Federal, a Defesa Civil Municipal e estadual, fazer esse debate e levar informações sérias respeitando os moradores do Pinheiro”, finalizou.

O presidente da OAB/AL, Nivaldo Barbosa Jr, reforçou a importância da união entre as instituições e o papel da Ordem na defesa dos direitos humanos. “Além da defesa da advocacia, nossa entidade tem como função a defesa da cidadania. Entre outros assuntos, viemos tratar da questão do Pinheiro, que tem causado uma grande repercussão e um grande temor por parte da população. A OAB foi provocada a acompanhar e acredito que, efetivamente, precisamos estar juntos para que seja encontrada uma solução concreta, viável e rápida”, disse.

Nivaldo Barbosa Jr. tomou posse no dia 1º de janeiro e a posse solene será realizada no próximo dia 28, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, no bairro de Jaraguá.

Reunião em Brasília 

Durante a reunião, o prefeito Rui Palmeira anunciou que voltará a Brasília, na próxima semana, para pedir celeridade na conclusão dos estudos que analisam as causas das fissuras apresentadas no bairro do Pinheiro. “Já está marcada uma audiência com o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, que é o responsável pela parte de Defesa Civil. Vamos buscar mais celeridade nos estudos, já que nós precisamos, o quanto antes, desse diagnóstico para que possamos trabalhar para minimizar os problemas”, comentou.