Maceió

Prefeitura de Maceió deve interditar a ladeira do Calmon; data ainda será definida

Redação TNH1 | 25/01/21 - 16h27 - Atualizado em 26/01/21 - 07h38
Secom Maceió

Em entrevista à imprensa, na manhã desta segunda, 25, o prefeito João Henrique Caldas, o JHC, informou que a Ladeira do Calmon, uma das vias que ligam o bairro de Bebedouro à parte alta de Maceió, deve ser interditada por causa da instabilidade do solo na região.

A data para a interdição ainda não foi definida e só deve acontecer depois que os moradores da região forem evacuados do local e os imóveis estiverem lacrados, segundo a assessoria de comunicação do Gabinete de Gestão Integrada para a Adoção de Medidas de Enfrentamento aos Impactos do Afundamento dos Bairros (GGI dos Bairros) da Prefeitura de Maceió.

A decisão para a interdição da via foi reforçada após a divulgação de uma versão atualizada do Mapa de Ações Prioritárias, com a ampliação das áreas de monitoramento dos bairros afetados por rachaduras provocadas pela exploração de sal-gema, no último dia 11 de dezembro.

A nova versão do mapa incluiu os imóveis que estão situados no lado esquerdo, no sentido de quem sobre a Ladeira do Calmon.

Ainda de acordo com a assessoria do GGI dos Bairros, já há um estudo para o desvio do trânsito, que deve ser feito, a princípio pela Avenida Durval de Góes Monteiro.

Em março do ano passado, após recomendação da Defesa Civil e como medida de segurança, o trânsito na Avenida Major Cícero de Góes Monteiro, principal via do bairro do Mutange, foi interditada.