Maceió

Prefeitura de Maceió inicia mobilização para o Mês da Mulher

Secom Maceió | 04/02/20 - 12h42 - Atualizado em 04/02/20 - 12h45
Marco Antônio/Secom Maceió

Nesta terça-feira (4), foi realizada a primeira reunião para o planejamento das ações do Mês da Mulher, celebrado com importantes ações voltadas ao público feminino no mês de março.

Neste primeiro encontro, foi apresentada a proposta de programação às instituições parceiras e às secretarias da Prefeitura, que a partir desse esboço, devem propor novas ações para ampliar a programação e contribuir para o acesso de mais mulheres maceioenses aos serviços ofertados.

A assessora especial de Políticas Sociais da Prefeitura de Maceió, Marina Toledo, ressaltou o propósito da reunião.  “O objetivo é traçar os caminhos da campanha, juntando as secretarias e instituições que nos apoiam, para que possamos levar às mulheres de Maceió melhores serviços, informação e apoio”, pontuou.

Marina também adiantou que este ano haverá novidades na programação. “Faremos uma caminhada, que difere um pouco da corrida, como forma de comemoração mesmo. Teremos 600 vagas só para mulheres. Queremos deixar a orla cheia dessas guerreiras. É uma mensagem para levar conhecimento sobre as formas de luta. Infelizmente, ainda em 2020, constatamos que existe muita violência contra a mulher, agressões que nem sempre são físicas”, acrescentou Marina Toledo.

Daniela Lamenha, coordenadora dos Direitos da Mulher da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), explica que este ano a pasta vai atuar na programação, no sentido de promover o combate à violência contra a mulher. “Em 2019, tivemos um aumento de 113% dos casos de feminicído em Alagoas, por causa disso, este ano vamos dar uma ênfase maior ao combate da violência contra a mulher nas nossas ações dentro do Mês da Mulher. Uma das nossas metas é esclarecer que não existe apenas a violência física. Na Semas, existe uma busca ativa para orientar mulheres sobre a violência patrimonial e emocional. Encontramos casos de mulheres que são assistidas por programas como Benefício de Prestação Continuada (BPC) e estão em completo abandono, porque têm seu cartão confiscado pelo companheiro, filho ou parentes”, detalhou a coordenadora.

O Hospital Cliom é um dos parceiros da Prefeitura de Maceió. A gestora de Recursos Humanos (RH) da instituição de saúde, Érica Torres, participou da reunião representando o hospital e descreveu quais os serviços serão ofertados pela Cliom durante o Mês da Mulher. “A gente sempre contribui com aferição de pressão arterial, serviços de verificação de glicemia e trazemos uma equipe de multiprofissionais, como nutricionistas, psicólogos, assistentes sociais e enfermeiros, conforme já vínhamos fazendo no Maceió Rosa. Após a reunião, vamos levar tudo o que foi discutido aqui para a direção do Hospital, para que eles sinalizem com o que mais podemos contribuir”, explicou.

Eventos como o Prêmio Selma Bandeira e a Feira de Serviços fazem parte da programação do Mês da Mulher e já são uma tradição no calendário do mês de março. Porém, este ano novas atividades irão entrar na programação, como um seminário sobre a violência contra a mulher e o PARE, ação de mobilização em terminais de ônibus, coletivos e no VLT sobre os direitos da mulher.