Polícia

PRF-AL prende duas pessoas suspeitas de apropriação indébita

Da Redação, com assessoria | 18/10/21 - 14h22 - Atualizado em 18/10/21 - 14h43
Um deles também respondia por não pagamento de pensão alimentícia | Ascom PRF-AL

Equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) prenderam, nesse final de semana, duas pessoas suspeitas de apropriação indébita, nas cidades de Rio Largo e Palmeira dos Índios. Em um dos casos, os policiais ainda descobriram um um mandado de prisão em aberto em seu desfavor.

A primeira prisão aconteceu quando os policiais realizavam fiscalização no km 152 da BR-316, em Palmeira dos Índios, onde os policiais deram ordem de parada ao condutor do veículo Nissan Kicks, de cor branca. Após a solicitação da documentação, a equipe constatou uma queixa de apropriação indébita e cujo boletim de ocorrência foi confeccionado pela 1ª Delegacia de Aracaju-SE, no último dia 27 de agosto. Na ocasião, a motorista não informou a procedência do veículo, sendo presa e levada à Delegacia de Polícia Civil de Arapiraca.

A outra ocorrência foi registrada na mesma noite de sexta-feira (15), no km 77 da BR-101, em Rio Largo, onde os policiais abordaram um veículo Citroen/C4 de cor cinza e placa de Belo Horizonte/MG. Também neste caso, após consulta, os policiais descobriram que o carro possuía queixa por apropriação indébita, registrada no dia 05 de outubro deste ano. Já durante a consulta da documentação pessoal do contudo, a polícia constatou, ainda, a existência de um mandado de segurança em aberto por não pagamento de pensão alimentícia. 

Após ser questionado pelos policiais, o condutor informou que adquiriu o automóvel em abril deste ano, mediante contrato anual junto a uma locadora. Ele também foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil em Murici.