Polícia

Procissão de Nossa Senhora dos Prazeres reúne centenas de fieis em Maceió

Da Redação | 27/08/21 - 16h10 - Atualizado em 27/08/21 - 16h29
Devotos acompanham imagem de Nossa Senhora dos Prazeres pelas ruas do Centro | Bruno Protásio/TV Pajuçara

Nem a pandemia da Covid-19 afastou os fieis da tradicional procissão de Nossa Senhora dos Prazeres, padroeira de Maceió, sempre reverenciada por seus devotos. Este ano, porém, os fieis percorreram o trajeto definido pela Arquidiocese de Maceió em seus próprios veículos, a fim de evitar aglomeração e, portanto, o risco de contaminação pelo novo coronavírus.

A carreata - acompanhada por batedores da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) - teve início às 15h, partindo, como de costume, da Catedral Metropolitana e seguindo por várias ruas da região central da cidade. A programação, no entanto, teve início bem mais cedo, às 6h, com missa e café para moradores de rua, com nova missa acontecendo ao término das festividades.

A devoção à Virgem Maria sob o título de Nossa Senhora dos Prazeres - também cnhecida como Nossa Senhora das Sete Alegrias - teve origem em Portugal, por volta do ano 1590.

A história conta que a imagem da Virgem apareceu em cima de uma fonte de água na cidade de Alcântara. Após o aparecimento da imagem, curas milagrosas aconteceram na vida de pessoas que iam beber água na fonte. Como era de se esperar, a notícia se espalhou rapidamente, bem como a peregrinação dos devotos até à fonte.