Alagoas

Procon cobra soluções para problemas nos caixas eletrônicos de bancos de Alagoas

30/07/18 - 12h31 - Atualizado em 30/07/18 - 15h55
USP Imagens

Caixas eletrônicos inativos, serviços indisponíveis e dificuldade para depósito são alguns dos problemas apresentados pelos terminais de autoatendimento dos bancos em Alagoas. Essas questões foram discutidas na manhã desta segunda-feira, 30, na sede do Procon, com representantes das instituições financeiras para tentar encontrar soluções.

Segundo o presidente do Procon Alagoas, Galba Novaes Neto, os serviços prestados pelos bancos são os que mais recebem reclamações do consumidor. Ele relatou que uma das queixas mais frequentes diz respeito à inatividade dos equipamentos ou, quando ativos, não efetuam todos os serviços (como saque, depósito, transferências) e falta de envelope para depósito.

Apenas este ano, foram registradas 265 notificações referentes a problemas nas agências bancárias como o tempo de espera nas filas, atendimento, empréstimo e depósitos.

“Houve um grande aumento de reclamações nos últimos dois meses. Fizemos essa reunião como forma de orientá-los, entender as dificuldades e cobrar melhorias nos serviços para o consumidor. Caso não sejam atendidas, eles poderão receber tanto uma notificação, como cobrança de multas e até, em casos mais graves, fechamento de agências”, explica o presidente.

Os gerentes das instituições defenderam que existe um sistema que detecta os erros dos caixas e que, quando notificado, o problema é solucionado de forma imediata.

Sobre a falta de envelopes para depósito, alguns bancos já fazem a entrega por meio dos caixas eletrônicos. Outros argumentaram que as bancadas são sempre abastecidas nas agências, no entanto, os papéis são retirados, segundo eles, até por moradores de rua que usariam para fazer suas necessidades fisiológicas.

Estiveram presentes na reunião representantes dos bancos Bradesco, Santander, Itaú e Caixa Econômica. A assessoria de comunicação do Banco do Brasil informou que a direção da instituição irá se reunir isoladamente com o Procon na próxima quarta-feira, 1º de agosto. Nenhum deles falou com a imprensa.

Denúncias ao Procon Alagoas devem ser feitas pelo 151 ou pelo WhatsApp (82) 98889-6619.