Maceió

Procon Maceió divulga pesquisa de preço dos medicamentos

Secom Maceió | 22/07/19 - 17h39
Leandro Almeida/Procon Maceió

Com a finalidade de orientar os consumidores, o Procon Maceió realizou neste mês julho uma pesquisa de preços de medicamentos para o tratamento de doenças crônicas e aparelhos de aferição de glicose e pressão arterial. Os fiscais do órgão analisaram 71 itens em quatro farmácias da capital. A diferença de preço pode chegar a 30% de um estabelecimento para o outro.

Durante as sondagens, os fiscais observaram que, em relação aos medicamentos para diabetes, o preço de 500 mg do Cloridrato de Metformina varia de R$12,97 a R$17,85, isso quando considerado a farmácia e o laboratório fabricante. Já o Glibenclamida 5mg pode ser encontrado por R$2,79 ou R$11,23.

Os medicamentos para hipertensão também apresentam oscilações. A caixa com 30 comprimidos do Losartana está entre R$2,49 e R$13,51; o Atenolol 25 mg custa de R$2,79 a R$14,28.

Na classe dos remédios para doenças cardíacas, o Tensaliv 5mg custa de R$9,99 a R$25,95. O Plaq 75mg/ 30 comprimidos pode ser encontrado entre R$34,50 e R$48,74.

O diretor-executivo do Procon Maceió, Leandro Almeida, reforça a necessidade da análise de preços. Além disso, segundo ele, alguns medicamentos são fornecidos gratuitamente, o que gera menos despesas para o consumidor.

“Alguns dos medicamentos para doenças crônicas são fornecidos pelo SUS, basta realizar o cadastro no Portal Saúde do Cidadão, emitir a carteirinha e se dirigir até a unidade de saúde mais próxima com documento de identidade, receita médica e o Cartão Nacional de Saúde”, explicou. No entanto, os medicamentos só podem ser retirados pelo usuário ou responsável legal mediante documento de identidade.

Produtos para aferição de glicose e hipertensão

As lancetas e tiras, importantes para medir o nível de glicose no sangue, custam, respectivamente, entre R$67,99 a R$124,90, e R$23,09 a R$65,99.

Por fim, os aparelhos para aferir a pressão arterial podem ser encontrados, de acordo com a marca e farmácia, entre R$154,99 e 197,99.

Serviço

Caso tenha o direito à gratuidade e haja resistência dos fornecedores farmacêuticos, ou ainda se houver alguma dúvida em relação aos seus direitos, o consumidor pode entrar em contato com o Procon Maceió pelos números 0800 082 4567 ou 98882-8326. A sede do órgão fica no prédio da Secretaria Municipal de Economia (Semec), na Rua Pedro Monteiro, nº 47, no Centro. Há também um núcleo de atendimento no prédio do Cesmac, na Rua Iris Alagoense, 458, no Farol.

Confira a pesquisa completa aqui. 

"