Polícia

Professor é denunciado por suspeita de abuso sexual contra crianças em escola particular de Rio Largo

Eberth Lins com TV Pajuçara | 30/09/21 - 09h00 - Atualizado em 30/09/21 - 09h51
Segundo a Associação AME, há casos de beijos forçados, 'cantadas' e gestos obscenos praticados pelo professor | Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

Um professor foi denunciado como suspeito de violência sexual contra várias crianças nos últimos 10 anos na cidade de Rio Largo, região metropolitana de Maceió. Algumas das vítimas, acompanhadas dos pais, estiveram na Associação AME, que acolhe mulheres vítimas de violência, para relatar as denúncias, nessa quarta-feira (29). 

De acordo com a advogada Julia Nunes, da AME, são mais de 20 relatos de crianças que teriam sido abusadas por um mesmo professor dentro de uma escola particular da cidade. "Recebi relatos de crianças menores de 14 anos e também de uma jovem de 21 anos, que conta que há 10 anos foi assediada e violentada sexualmente por esse mesmo agressor", disse a presidente da Associação.

Segundo Julia Nunes, há casos de beijos forçados, "cantadinhas" e gestos obscenos praticados pelo professor. "Violência não é só quando acontece estupro. Se a criança se sentiu constrangida com alguma fala ou ato desse professor, é precioso denunciar", frisou, acrescentando que os pais precisam ficar atentos ao comportamento das crianças.

O caso será levado ao Ministério Público Estadual (MPE). "Registramos o Boletim de Ocorrência e estamos finalizando a peça para levar ao Ministério Público, principalmente para resguardar a integridade física dessas crianças. Uma das vítimas conta que vem sendo perseguida por ele depois de ter feito a denúncia", contou Nunes. A advogada participou do Cidade Alerta Alagoas, da TV Pajuçara, Record TV, na noite dessa quarta-feira (29) e deu os detalhes sobre a denúncia. Assista: