Educação

Programa vai destinar bolsas de R$ 1.500 a professores da rede estadual de ensino de Alagoas

TNH1 com Agência Alagoas | 04/10/21 - 17h44 - Atualizado em 04/10/21 - 17h51
Márcio Ferreira/Agência Alagoas

Foi lançado nesta segunda-feira (04), o programa do Governo do Estado, Professor Mentor - Meu Projeto de Vida, considerado o maior programa de acolhimento da educação no Brasil. De acordo com o governo, serão investidos cerca de R$ 120 milhões em bolsas de pesquisas, no valor individual de R$ 1.500, destinadas aos professores mentores e aos alunos de monitoria da rede pública estadual de ensino.

No programa, que concederá 11 mil bolsas, o professor vai ser responsável pelo projeto de vida do aluno, vai estabelecer eixos de recomposição de aprendizagem e trabalhar em horários diferentes. As bolsas de monitoria serão disponibilizadas por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa de Alagoas (Fapeal).

Junto às novas bolsas-formação do programa Vem Que Dá Tempo, também anunciadas nesta manhã, Alagoas terá um total de 13.400 mil novas bolsas na educação. Os bolsistas do Vem que Dá Tempo trabalharão diretamente na pesquisa, busca ativa dos estudantes, preparação e aplicação do Exame Estadual de Avaliação e Certificação na modalidade EJA (Educação de Jovens e Adultos).

“Os dois programas, juntos, se complementam e formam um programa robusto, audacioso, um programa que prioriza a educação alagoana e que demonstra o que é prioridade no nosso Governo, além dos investimentos, das escolas em tempo integral, da triplicação da merenda escolar”, afirmou o governador.

Renan Filho explicou que o professor mentor tem o intuito de cuidar do aluno que está na sala de aula e o bolsista do programa Vem que Dá Tempo é o que diz ao aluno que por algum motivo evadiu no passado que ele pode voltar para a sala de aula. “O que é muito significativo e demonstra duas coisas: o esforço que o Estado fará para manter os avanços que tivemos na educação até a pandemia, e que o Estado visa demonstrar a importância que a educação tem para a mudança efetiva de Alagoas”, destacou. 

De acordo com o secretário da Educação, Rafael Brito, o programa Professor Mentor foi inspirado em experiências de sucesso em outros países. “É um programa muito inovador, que já foi feito em outros países, como a Alemanha, e representou um salto muito grande naquele momento para ele que é, sem dúvida, um país referência em educação no mundo. Com certeza aqui em Alagoas não será diferente”, disse.

Apesar dos efeitos da pandemia da Covid-19, a educação alagoana foi a que mais cresceu em qualidade no país, ao longo dos últimos anos, graças ao esforço do Governo do Estado, destaca o governador. “E nós vamos preservar isso custe o que custar”, garantiu Renan Filho.

Mais Programas – O secretário de Estado da Educação, Rafael Brito, relembrou que há pouco mais de 100 dias o Governo de Alagoas lançou um pacote de 10 programas para o fomento à educação, do qual o Professor Mentor não fazia parte. Ou seja, agora Alagoas conta com 11 novos programas. “E todos estes programas estão em perfeito funcionamento”, afirmou Brito. Para conferir todos os programas, acesse aqui.

Posse dos novos gestores da educação – Durante o lançamento, 616 novos gestores das unidades da rede pública de ensino foram empossados, todos eleitos por meio de votação democrática pela comunidade escolar. Em seu discurso, o governador Renan Filho afirmou que Alagoas dá exemplo ao Brasil pela gestão democrática nas escolas.

“Na vida, gerir qualquer coisa é importante, mas poucas coisas são tão importantes quanto uma escola. Ser gestor de uma escola é ser gestor do futuro das pessoas”, definiu, lembrando que a gestão democrática traz resultados excelentes em Alagoas, como gestores representativos, que se preocupam com as escolas e com os alunos, e que ajudaram a transformar a educação de Alagoas, que era a última do país em todos os quesitos, na que mais melhora em qualidade nos últimos anos.

Representando os gestores empossados, Francisco Couto, da Escola Eduardo Almeida, afirmou que hoje a educação em Alagoas é revolucionária e que os novos programas trazem dignidade ao estado.