Geral

Protetores repercutem boato sobre suposto recolhimento de animais em Rio Largo

Notícia foi bastante comentada nas redes sociais; Prefeitura alega ação específica para cavalos descuidados por seus donos

27/04/16 - 17h59 - Atualizado em 27/04/16 - 18h46
Reprodução/EBC

Internautas vêm repercutindo, nas redes sociais, uma suposta política de recolhimento de cachorros de rua no município de Rio Largo. Os animais, segundo os internautas, estariam correndo perigo ao serem submetidos ao procedimento, que não havia sido detalhado pela prefeitura do município.   

Em um grupo de protetores de animais, uma publicação de uma ativista pede ajuda para mobilização da população e questiona para onde os animais seriam levados após o recolhimento. "Será realmente verdade?", questionou a coordenadora do Grupo "Resgatei".

Prefeitura de Rio Largo

Segundo o secretário geral de governo do município, Elias Paranhos, a informação sobre a política de recolhimento de cachorros de rua na cidade é desconhecida. O que existe, de acordo com ele, é a preocupação com animais soltos e como isso reflete na questão ambiental. “São, por exemplo, equinos e suínos que estão soltos por descuido de seus donos”, explicou.

Elias Paranhos disse ainda que “a Secretaria de Vigilância Sanitária [de Rio Largo] está muito atenta, inclusive para recolher esses animais [soltos], mas são animais que não são cachorros. Não existe essa política [de recolhimento de cachorros de rua], esse trabalho, para ser realizado em Rio Largo”, afirmou.