Concursos

Provas de concurso para vagas em Paripueira são suspensas em três escolas

Outra unidade de ensino registrou atraso na chegada do exame de mais de 40 minutos

Dayane Laet | 16/06/19 - 14h59 - Atualizado em 18/06/19 - 10h30
Candidatos ficaram revoltados com cancelamento de prova | Reprodução

Os cerca de 9 mil candidatos que se prepararam para realizar o concurso público que visa preencher 155 vagas de diversos níveis na cidade de Paripueira, no Litoral Norte de Alagoas, tiveram problemas para fazer o exame, previsto para acontecer a partir das 13h deste domingo (16). As provas, que estavam previstas para ocorrer em Maceió, foram suspensas em três escolas estaduais e causaram muitas reclamações por parte dos 1.185 candidatos que foram afetados pela suspensão.

Vídeos do momento em que a notícia de que o exame seria suspenso foram registrados pelos próprios estudantes. 

O TNH1 recebeu informações de que houve suspensão das provas nas escolas Maria das Graças de Sá Teixeira, Dom Otávio Barbosa de Aguiar e Escola Marcos Antonio Cavalcante Silva. Nos locais seriam realizados exames para os cargos de Professor de Educação Infantil, Professor de Artes e Professor de anos iniciais. Já na Escola Nosso Lar, localizada no bairro da Ponta Grossa, sa provas teriam chegado com o lacre rompido. Os candidatos se deslocaram até a Central de Flagrantes I, no Pinheiro, para registrar a ocorrência e não realizaram o exame.

Em nota, a Fundação Universitária de Desenvolvimento de Extensão e Pesquisa (Fundepes) e o Núcleo Executivo de Processos Seletivos (Neps/Copeve) informam que, devido a um problema técnico, as provas do Concurso de Paripueira que seriam aplicadas nas escolas citadas acima foram suspensas. Ainda de acordo com a Fundepes, foi percebida uma falha na impressão das provas e por isso a organizadora optou por suspender a aplicação. Uma nova data será definida futuramente.

Quanto a Escola Rosalvo Lobo, que teve um atraso de 40 minutos na entrega dos exames, os candidatos que estiverem na unidade realizando o teste terão o mesmo tempo extra para entregar os gabaritos.

A Fundepes/Copeve  ainda assegurou que nenhum candidato será prejudicado. Será estabelecido um prazo para os candidatos que optem pela restituição da inscrição e após este processo serão divulgados os locais e as datas das provas que não foram aplicadas hoje.