Polícia

Reeducando é encontrado esquartejado na Penitenciária de Segurança Máxima 

TNH1 | 29/05/21 - 09h34 - Atualizado em 29/05/21 - 12h01
Foto: Divulgação

Um preso foi encontrado morto e esquartejado na Penitenciária de Segurança Máxima de Maceió, no bairro Cidade Universitária, na noite dessa sexta-feira (28).

O corpo do reeducando foi encontrado aos pedaços escondido dentro de sacos de lixo em um barril. Ele foi identificado como Wellington Vieira dos Santos e cumpria pena desde maio de 2019.

Responsável pelo sistema prisional, a Secretaria Estadual da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) confirmou o óbito e informou que dois presos já foram identificados como responsáveis pelo crime. 

Em um vídeo, gravado por policiais penais, e que circula em grupos de mensagens, agentes comentam que o homicídio teria sido motivado por retaliação.

Os Institutos Médico Legal (IML) e de Criminalística (IC) foram acionados para os procedimentos cabíveis.

A Delegacia de Homicídios, que vai investigar o caso, também foi acionada e esteve no local.

Leia nota da Seris

A Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) informa que um reeducando que se encontrava na cela 5, módulo A, da Penitenciária de Segurança Máxima, em Maceió, veio a óbito, vítima de homicídio, no início da noite desta sexta-feira (28). A vítima é Wellington Vieira dos Santos, que cumpria pena, no sistema prisional, desde maio de 2019. 

Assim que tomaram ciência do ocorrido, os policiais penais de serviço naquela unidade prisional acionaram a Coordenação da Polícia Penal e o Grupamento de Escolta, Remoção e Intervenção Tática (Gerit). Ainda em andamento, a ocorrência também já foi informada à Delegacia de Homicídios da Polícia Civil, a quem cabe a apuração do caso, bem como ao Instituto de Criminalística (IC), Instituto Médico Legal (IML) e Vara de Execuções Penais.

Equipe psicossocial da Seris, por sua vez, está responsável por comunicar o fato aos familiares do reeducando, prestando-lhes a assistência que se fizer necessária.