Maceió

Reunião no MPT termina sem acordo e funcionários da Veleiro não descartam nova paralisação

Redação TNH1 | 20/01/20 - 09h25 - Atualizado em 20/01/20 - 11h13
Dayane Laet/TNH1

Terminou sem acordo a reunião entre representantes da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) e do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Alagoas (Sinttro) no Ministério Público do Trabalho em Alagoas (MPT-AL), para debater o impasse envolvendo a Auto Viação Veleiro e seus funcionários.

Com a ausência de representantes da empresa, a procuradora Virgínia Ferreira ouviu os presentes e protocolou todas as reivindicações e reclamações. O processo segue para o Tribunal Regional do Trabalho, e deve tramitar com urgência.

O presidente do Sinttro, Sandro Régis, afirmou que, com a permanência do impasse, será realizada uma assembleia na porta da Veleiro, para decidir quais os próximos passos. “Os trabalhadores não aceitam nem conversar mais com os donos da empresa, porque eles só mentem. Fazem os acordos e não cumprem”, disse o sindicalista.

“Vamos fazer essa assembleia, com certeza os trabalhadores vão fechar para fazer greve e o TRT vai tomar a frente disso e resolver esse impasse de uma vez por todas”, argumentou Sandro. Segundo o dirigente do Sinttro, a categoria vai tentar agilizar a transição desses trabalhadores para outras empresas que venham a rodar nas linhas da veleiro. “É o que viemos buscar aqui”, finalizou.

Os funcionários entregaram vídeos e fotos que mostram as condições de trabalho ofertadas pela empresa. “Parece que estamos trabalhando com transporte clandestino”, afirmou um deles, durante a reunião. Na sexta, os ônibus da empresa chegaram a ser recolhidos da garagem, mas foram liberados após decisão judicial.

Banco do motorista escorado com pedaço de madeira / Cortesia ao TNH1

Na última sexta-feira (17), os funcionários fizeram uma paralisação em protesto contra os atrasos. No mesmo dia, empresa se manifestou sobre as reivindicações da categoria e alegou desequilíbrio econômico-financeiro da companhia de transporte urbano, em nota divulgada nas redes sociais.