Maceió

Rio "cor-de-rosa" foi contaminado por produtos químicos, comprova laudo

27/01/17 - 06h50 - Atualizado em 27/01/17 - 06h54
Reprodução / TNH1

O Laboratório de Estudos Ambientais do Instituto do Meio Ambiente (IMA) concluiu a análise das amostras coletadas em um braço próximo à foz do Rio Pratagy, em Maceió. Os resultados divulgados nessa quinta-feira (26), apresentam causas químicas para a alteração na coloração que deixou as águas na cor rosa avermelhada.

Segundo o gerente de Laboratório do IMA, Manuel Messias, as amostras foram coletadas no dia 9 de janeiro e os resultados encontrados “se assemelham ao caso registrado no povoado Barra Nova, no Rego dos Mamões, quando foi constatado que a coloração havia sido alterada porque houve o despejo de tinta no local. A equipe de fiscalização encontrou até parte da tinta em um estabelecimento localizado próximo ao local”, comentou.

Na conclusão, o laudo indica a “presença de pigmentação característica de “cor rosa-avermelhada” de natureza química ao solvente inorgânico água (corantes provenientes de fontes antrópicas)”.

O documento foi encaminhado à Gerência de Monitoramento e Fiscalização que deverá retornar ao local para coletar indícios que levem aos possíveis responsáveis pelo problema.