Brasil

'Se foi para intimidar, esqueçam', diz governador do Pará após chacina em Belém

Com informações do Diário On Line | 20/05/19 - 08h46 - Atualizado em 20/05/19 - 09h14
Folhapress

O governador do Estado do Pará, Helder Barbalho, se reuniu com representantes da segurança pública do estado, na tarde deste domingo (19), no Palácio do Governo, para avaliar e falar sobre a agilidade nas investigações sobre a chacina ocorrida em Belém, capital do Estado.

Em um vídeo postado no Twitter, à noite, Helder lamenta o episódio que resultou em 11 mortes e ressaltou que a segurança pública do governo não irá se intimidar. Ele ainda garante que o povo paraense merece e terá dias de paz.

"Não vamos recuar. Se este ocorrido é para intimidar as ações de segurança pública do estado, esqueçam! Vamos continuar firmes, trabalhando para garantir o direito da população em ter paz.

Assista:

Local investigado pela polícia

O bar da Wanda, onde 11 pessoas foram executadas na tarde deste domingo (11), em Belém, seria um ponto de venda e consumo de drogas, segundo levantou a polícia. O local, na passagem Jambu, no bairro do Guamá, inclusive já vinha sendo investigado.

“O bar seria de fachada e era conhecido como local de uso de entorpecentes. Por trás dele também há várias rotas de fuga”, disse o tenente-coronel Araújo, do 20º Batalhão de Policiamento Militar, após o crime

“Percebemos que algumas vítimas estão drogas em seus bolsos, mas não mexemos neles e estamos aguardando a chegada da perícia”, frisou o oficial PM.

Nenhuma hipótese foi descartada pela polícia.