Eleições

Sérgio Hacker, marido de Sarí Corte Real, do Caso Miguel, não consegue se reeleger em Tamandaré

Jornal do Comércio | 16/11/20 - 09h19 - Atualizado em 16/11/20 - 09h21
Foto: Redes Sociais

O candidato Isaias Honorato da Silva Marques, conhecido como Carrapicho (Republicanos), foi eleito, neste domingo (15), prefeito de Tamandaré, no Litoral Sul de Pernambuco, com 54,52% dos votos (7.476). Ele derrotou o atual prefeito, Sérgio Hacker (PSB), que concorria à reeleição e obteve 43,12% dos votos (5.912).

Carrapicho concorreu pela coligação Tamandaré Livre (Republicanos, Podemos, PTB e Rede). O vice-prefeito é Mundinho (Republicanos). "Todos os dias foi uma pequena conquista e hoje, no final de tudo, uma vitória na batalha. Conseguimos libertar a nossa cidade, e eu só tenho a agradecer a cada um de vocês que acreditam na mudança e querem ver Tamandaré Livre", escreveu Carrapicho, nas redes sociais.

Em terceiro lugar, ficou Paulo Guimarães (PCdoB), com 1,84% dos votos (252), e Bebeto O Pioneiro (PDT) ficou em quarto, com 0,53% (72 votos).

CASO MIGUEL

O prefeito Sérgio Hacker se envolveu em polêmicas este ano, depois de a esposa, Sarí Corte Real, ser acusada de abandono de incapaz com o resultado morte. No dia 2 de junho, ela deixou o filho da empregada doméstica, Miguel Otávio Santana da Silva, 5 anos, andar sozinho no elevador do prédio onda mora, no Centro do Recife. Poucos instantes depois, o garoto caiu de uma altura de 35 metros e morreu. A mãe do menino, Mirtes Renata, passeava com o cachorro da agora ex-patroa. Com a repercussão do caso, foi descoberto ainda que a mãe do garoto constava como funcionária da prefeitura, mesmo trabalhando na casa particular do prefeito.