Polícia

Soldado da Polícia Militar confessa assassinato de jovem no Pontal da Barra

Erik Maia com Fique Alerta | 18/10/19 - 12h14 - Atualizado em 18/10/19 - 12h55
Carro do PM passou por perícia nesta sexta | Reprodução / TV Pajuçara

A delegada Rosimeire Vieira confirmou no começo da tarde desta sexta-feira (18) que o homem preso pelo assassinato da jovem, Aparecida Rodrigues Pereira, 18 anos, e deixou ferido o namorado dela, Agnísio dos Santos Souto, 24 anos, é um soldado da Polícia Militar. Em depoimento ele confessou o crime. O crime aconteceu na última terça-feira (15), no bairro do Pontal da Barra, em Maceió.

A polícia não quis divulgar o nome do PM, mas infomrou que ele teria confessado o crime. O soldado teria afirmado que não conhecia o casal e que estaria sob efeito de entorpecentes.

“Foi um crime de oportunidade. Ele disse que ia passando pelo local, viu o casal e resolveu cometer o crime. Ele afirmou ainda que estava sob o efeito de entorpecentes”, disse a delegada.

Além do mandado de prisão contra o militar, um mandado de busca e apreensão foi cumprido na casa dele. Uma sandália da vítima foi encontrada no local. “Nós cumprimos um mandado de busca e apreensão na casa dele, onde encontramos também cápsulas de munição deflagradas, que serão periciadas”, explicou.

Rosimeire destacou que o militar foi reconhecido por Agnísio e que denúncias, feitas através do número 181, apontaram um carro semelhante ao do homem no local do crime. “Nós recebemos uma série de denúncias que foram checadas e nos ajudaram a confirmar a identidade do suspeito. Além disso, quando mostramos a foto do suspeito ao Agnísio ele confirmou que foi ele. Em nenhum momento ele exitou na identificação”, disse a delegada.

Após ser ouvido, o militar foi conduzido para o presídio militar onde vai ficar à disposição da Justiça.  O inquérito deverá ser concluído nos próximos dias, quando os laudos periciais forem recebidos pela polícia.

O carro

Também na manhã de hoje, o carro do militar, um Volkswagen Voyage, de cor azul e placas ORK-2422 foi apreendido e periciado no pátio da Delegacia de Homicídios, no Bairro da Chã de Bebedouro.