Polícia

Suspeito de assassinar jovem em Tapera é preso; caso envolve sogro de Mônica Cavalcante

TNH1 com PC-AL | 17/01/24 - 15h02
Cisp de São José da Tapera | Márcio Ferreira / Secom Alagoas

Agentes da Polícia Civil prenderam, nessa terça-feira (16), um homem suspeito de ser autor do assassinato do jovem Danilo dos Santos Oliveira, de 22 anos. Segundo a Polícia Civil, o crime cometido em São José da Tapera também teve a participação de um sargento da Polícia Militar de Sergipe, que também já se encontra preso. O militar é sogro de Mônica Cavalcante, jovem vítima de feminicídio praticado por Leandro Pinheiro Barros. 

O crime aconteceu no dia 6 deste mês de janeiro, no Sítio Lajeiro, área rural de São José da Tapera, onde também ocorreu a prisão do suspeito, que teve a prisão temporária decretada pelo juízo da Comarca local.

Segundo o delegado Diego Nunes, o homem preso na terça-feira teria confessado ser o autor dos disparos que mataram o jovem Danilo e alegou que teria cometido o crime para proteger o seu pai (um amigo do sargento), com quem a vítima teria brigado momentos antes. Ainda de acordo com a polícia, o jovem assassinado seria sobrinho do sargento. 

O sargento 

Caso Mônica Cavalcante - Leandro Pinheiro Barros, apontado pela Polícia Civil de Alagoas como autor do feminicídio de Mônica Cavalcante, está foragido das autoridades alagoanas há sete meses. A jovem de apenas 26 anos foi morta a tiros pelo esposo nas primeiras horas da manhã daquele 18 de junho, em frente ao Fórum da cidade. O homem já foi indiciado pelo crime, teve a prisão preventiva decretada, mas continua foragido.