Polícia

Suspeito de atropelar sargento da reserva paga fiança e é liberado; câmera registrou acidente

João Victor Souza | 27/01/21 - 10h42 - Atualizado em 27/01/21 - 11h17
Reprodução

Uma câmera do circuito de videomonitoramento registrou o atropelamento que matou Ronildo José de Santana, de 63 anos, no Conjunto Graciliano Ramos, parte alta de Maceió, na tarde dessa terça, 26. A vítima era sargento reformado da Polícia Militar e morreu ainda no local, antes do socorro médico.

As imagens mostram o momento em que Ronildo José empurra um carrinho com compras logo depois de deixar um mercadinho. Ele atravessa a rua pelo canto direito da pista, próximo à calçada, e é atingido em cheio pelo automóvel. 

As imagens são fortes e circulam nas redes sociais:

Após o atropelamento, o carro vermelho, de modelo Volkswagen Voyage, sobe na calçada e depois retorna para a rua, já próximo de outro veículo estacionado. A Polícia Civil confirmou que o condutor não estava alcoolizado no momento da batida.

Ainda de acordo com a polícia, o motorista foi preso em flagrante e levado para a Central de Flagrantes I, no Farol. Ele foi ouvido e pagou fiança no valor de R$ 3.300 para ser liberado. 

A delegada Sheila Carvalho, da Delegacia de Acidentes da Capital, vai presidir o inquérito que vai investigar o suposto acidente. Ela terá 30 dias para fazer o relato e deve aguardar o encaminhamento do laudo cadavérico de Ronildo José, assim como da perícia do local. O vídeo do atropelamento também será periciado pelas autoridades.