Polícia

Taxista auxiliar é preso após passar informações de fiscalização da SMTT

TNH1 com Ascom SMTT | 14/12/19 - 09h04 - Atualizado em 14/12/19 - 09h28
Taxista foi preso em flagrante | Reprodução

Um homem foi preso na sede da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito de Maceió (SMTT), nessa sexta-feira (13), suspeito de passar informações de fiscalização do órgão para grupos de motoristas no WhatsApp.

Giovanni Rodrigues dos Santos, de 32 anos, é motorista auxiliar de táxi e foi flagrado repassando informações do grupamento que realiza a fiscalização de transporte clandestino de passageiros.

Um vídeo cedido exclusivamente ao TNH1 mostra o momento da prisão:

De acordo com integrantes do Grupamento de Ações Táticas de Transporte da SMTT (Gatt), Giovanni estava na sede do órgão quando integrantes do Núcleo de Operações Integradas (NOI), agentes do Gatt e policiais militares do BPTran desconfiaram da atitude suspeita.  Na abordagem, Giovannini confessou alimentar o grupo e também em fazer lotação, o que é proibido por lei municipal.

O motorista auxiliar de táxi foi conduzido para a Central de Flagrantes, no bairro do Farol, onde foi mantido preso até a realização de audiência de custódia. 

O crime é tipificado no Art. 265 do Código Penal Brasileiro como "atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública" e pode causar reclusão de um a cinco anos.