Futebol

Técnico Mozart, do CSA, e comerciante 'Galego do Veneno' se divertem com comparação; assista

TNH1 com TV Pajuçara | 29/12/20 - 08h51 - Atualizado em 29/12/20 - 09h32
Reprodução / TV Pajuçara

A apenas um ponto do G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro, o técnico Mozart Santos caiu nas graças da torcida do CSA ao tirar o time da zona do rebaixamento e brigar novamente pelo acesso. Um dos apelidos mais curiosos utilizados pela torcida azulina é o de Galego do Veneno, tradicional comerciante do Mercado da Produção, em Maceió. 

Presente no estúdio da TV Pajuçara, onde participou ao vivo do programa Cidade Alerta Alagoas, Mozart Santos assistiu à entrevista e deu risadas ao lado do apresentador Edson Moura e do comentarista Marlon Araújo.   

Genésio Rodrigues do Santos, o popular Galego do Veneno, tem 75 anos e vende veneno há mais de 50 anos.

"Eu gosto de vender veneno, não é porque eu seja ruim ou tenha raiva de ninguém, não. É porque já vendi tanto bagulho na minha vida. Já vendi galinha, carvão, feijão, farinha, amendoim, mas os caras pediam. Amendoim, os caras não pediam, meu irmão, botavam a mão e saíam comendo. Quando era no fim das contas, cadê o otário com dinheiro? Os caras tinham comido tudo. Aí eu pensei: 'Vou vender uma mercadoria que ninguém peça para tirar gosto e nem peça para comer, tá cá gota!'", divertiu-se o comerciante que vende veneno para matar formiga, barata, escorpião, entre outros insetos.  

Ao ser questionado sobre a comparação com o técnico do CSA, Galego do Veneno riu com as comparações e afirmou ser mais bonito.  

"Já disseram que o treinador é o Galego do Veneno do CSA. Nunca vi, queria até ver. (Ao ver a foto) Ah, eu sou mais bonito do que ele! A diferença é grande, sou bonito até demais (risos). Repara a minha cara, que cara bonita. Sou o cara mais bonito do mercado de Maceió (risos). (Tem semelhança?) Tem uma aparência no nariz e nas orelhas, ele tem as orelhas grandes iguais às minhas (risos). Mande um abraço para o técnico do CSA. É o meu camarada. Um abraço de gato, aquele que segura e arranha (risos)", gargalhou o comerciante. 

O técnico azulino também deu risadas ao assistir a matéria, reagiu com bom humor e disse que os apelidos não o incomodam.

"Parece mesmo, se eu chegar na idade dele com aquele físico e aquela aparência, estou feliz (risos). Ficou legal, ficou bacana. Eu tenho alguns apelidos, esse não é o único. (Incomodam?) Não, não incomodam, acho bacana (risos)". 

Mozart comandou o CSA em 21 jogos nesta Série B do Campeonato Brasileiro, venceu 12, empatou quatro e perdeu cinco, com 33 gols marcados e 15 sofridos. O treinador assumiu o Azulão na 19ª colocação e hoje é o quinto colocado da Segundona, com 48 pontos.