Polícia

Trio invade base do Samu no interior para roubar e vigilante é torturado

TNH1 | 30/04/21 - 07h30 - Atualizado em 30/04/21 - 09h49
Cortesia ao TNH1

A base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o Samu, localizada no município de São Sebastião, Agreste do Estado, foi invadida por três criminosos no fim da noite dessa quinta-feira, 29. O vigilante do local foi rendido e torturado pelo trio, que foi capturado pela polícia no momento em que ameaçava atear fogo na vítima.

De acordo com informações passadas pelo 3º Batalhão da PM, a equipe recebeu o chamado para averiguar a invasão do prédio, onde uma pessoa teria sido feita refém. A base já havia sido revirada pelos bandidos e objetos foram quebrados.

(Cortesia ao TNH1)
(Cortesia ao TNH1)
(Cortesia ao TNH1)
(Cortesia ao TNH1)
(Cortesia ao TNH1)
(Cortesia ao TNH1)
(Cortesia ao TNH1)
(Cortesia ao TNH1)

Ao chegar na Rua Agripino Silveira, a polícia montou o cerco e deu voz de prisão aos suspeitos que já estavam em posse de celular, notebook, rádio e até equipamentos de oxímetro, aparelho usado para medir a saturação de oxigênio no sangue.

Resgatada, a vítima contou aos policiais que o trio usou uma arma branca para ameaçá-la, e foi torturada fisicamente e psicologicamente. Os criminosos ainda jogaram álcool no homem e simularam que iam incendiar o corpo dele.

Os presos, sendo dois homens, de iniciais R.P.S, 20 anos, e W.S.S, 19 anos, e o adolescente W.M.S.S, 17 anos, foram conduzidos até o Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) do município, para as medidas necessárias.

Os criminosos devem responder por roubo, tortura e dano ao patrimônio público.

Samu repudia violência e vai assistir a vítima

Por meio de nota, o Samu informou que repudia atos de violência e crueldade praticados contra o vigilante e trabalha com a gestão municipal para garantir assistência psicológica para a vítima.

Além disso, a instituição reforçou que medidas estão sendo tomadas para reforçar a segurança do local. Leia abaixo.

Sobre a invasão de criminosos à Base Descentralizada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Alagoas, em São Sebastião, na noite dessa quinta-feira (29), a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) informa que já está avaliando junto à Prefeitura do Município, que é a responsável pela estrutura fisica e segurança do local, medidas para reforçar a segurança no equipamento. 

O Samu Alagoas repudia todos os atos violentos e de crueldade praticados pelos criminosos contra o vigilante da Base Descentralizada de São Sebastião e reitera que está trabalhando ao lado da administração municipal para garantir que o colaborador tenha toda a assistência psicológica necessária.