Geral

Umberto Magnani, ator de Velho Chico, morre no Rio de Janeiro

27/04/16 - 11h04 - Atualizado em 27/04/16 - 12h00
Reprodução

Morre nesta manhã, o ator Umberto Magnani, intérprete do padre Romão de Velho, após passar mal na segunda-feira (25) quando se preparava para gravar cenas da novela das nove nos Estúdios Globo, no Rio de Janeiro.

Magnani teve um AVE (Acidente Cerebral Encefálico) no dia em que completou 75 anos. Ele estava internado em coma profundo no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, Rio.

Seu personagem deixará a novela. Na trama, ele receberá um chamado urgente para se tornar conselheiro do seminário de São Francisco das Chagas. Sua função na novela será assumida por Carlos Vereza, que interpretará o padre Benício.

O desfalque obrigará Barbosa a reescrever várias cenas. Padre Romão é um personagem importante, que trafega por dois núcleos rivais, o liderado pelo coronel Afrânio (Antonio Fagundes) e o encabeçado por Santo (Domingos Montagner). Está presente em quase todos os capítulos nas próximas semanas de Velho Chico.

Nos próximos dias, em cenas já gravadas, padre Romão ajudará a família de Santo após o atentado sofrido pelo agricultor no capítulo de ontem. Ele também será o responsável por levar a notícia da chegada de Miguel (Gabriel Leone) a Grotas de São Francisco ao seu pai biológico, mesmo sem que Santo saiba que é pai do rapaz. Isso deixará o agricultor tenso, e sua mulher, Luzia (Lucy Alves), ainda com mais medo de que o segredo que ela escondeu do marido venha à tona.

A partir da semana que vem, a participação do padre na trama inclui cenas importantes, como o encontro das rivais Tereza (Camila Pitanga) e Luzia em sua igreja e a confissão de Santo sobre o amor que ainda sente pela ex-namorada. Até uma cena corriqueira em que Miguel aparece na igreja para conhecer o padre e acaba encontrando sua avó paterna, Piedade (Zezita Matos), deve sofrer alteração.

Magnani tinha mais de 20 novelas em seu currículo. Estreou em 1973, na primeira versão de “Mulheres de Areia”, na Tupi, mas só passou a se dedicar às novelas com assiduidade a partir dos anos 1980.

“Velho Chico” marca seu retorno à Globo depois de uma longa temporada na Record, onde atuou “Chamas da Vida” (2008), “Ribeirão do Tempo” (2010) e na minissérie “Milagres de Jesus” (2014), entre outras produções. Magnani também fez novelas no SBT.

Na Globo, foi um ator muito presente nas tramas de Manoel Carlos, fez “Por Amor” (1997), “Mulheres Apaixonadas” (2003) e “Páginas da Vida” (2006), entre outras. Velho Chico é a segunda novela de Benedito Ruy Barbosa em que atua. A primeira foi o remake de Cabocla (2004).