Polícia

Vereador eleito em Viçosa é preso suspeito de integrar grupo de extermínio 

Eberth Lins | 19/11/20 - 11h07 - Atualizado em 19/11/20 - 11h41
Foto: Reprodução / Instagram

Um candidato recém-eleito para ocupar vaga no Legislativo de Viçosa, município da Zona da Mata alagoana, foi preso suspeito de integrar um grupo de extermínio, na manhã desta quinta-feira (19).

O TNH1 conseguiu confirmar que o político preso é Gervásio Luiz de Oliveira Leite, o Vavá Oliveira, do partido Republicanos, eleito com 828 votos nesse domingo (15).

Além dele, mais dois homens foram presos. Os suspeitos têm 49, 30 e 22 anos, de acordo com a Polícia Civil (PC). Veja vídeo:

Segundo a polícia, até o momento, foram contabilizados seis homicídios cometidos pelo grupo e outros quatros estão em investigação. "Uma nova fase da operação será realizada nos próximos dias", adiantou a PC.

"Agiam matando pessoas com promessas de recompensa e vantagens como votos e apoio político, intimidando e ameaçando testemunhas e familiares das vítimas, bem como eliminando provas dos crimes”, detalhou Joubert Ataíde, que é chefe de operação da 9ª Delegacia Regional de Viçosa (9ª DRP), responsável pela operação.

Foto: Cortesia / Ascom PC

A operação foi comandada pelo delegado Guilherme Sillero e deu cumprimento aos mandados de prisão, expedidos pela magistrada Juliana Batistela, da Comarca de Viçosa.