Polícia

Viatura bate em poste durante perseguição e três policiais são socorridos

TNH1 | 23/10/20 - 07h02 - Atualizado em 23/10/20 - 09h05
Bruno Protasio/TV Pajuçara

Uma perseguição policial terminou em acidente envolvendo a viatura da Polícia Militar, no bairro de Benedito Bentes, em Maceió, na madrugada desta sexta-feira, 23. Três militares que estavam no veículo foram socorridos após a batida de frente no poste de alta tensão. Já os suspeitos fugiram em moto.

De acordo com o 5º Batalhão da PM, a perseguição contra supostos assaltantes teve início no Conjunto Salvador Lyra, por volta de 4h, e quando os veículos passavam pela Avenida Pratagy, no Benedito Bentes, houve o choque da viatura com o poste. 

As três vítimas foram socorridas por equipes do Samu e do Corpo de Bombeiros, e levadas para o hospital. Segundo testemunhas, os policiais se comunicavam e estavam conscientes.

A suspeita é de que o asfalto estava molhado e que o motorista, ao realizar a manobra para completar uma curva, teria perdido o controle da direção e batido de frente com o poste. O carro teve o airbag acionado devido ao impacto, ficou com o vidro quebrado e com a parte frontal destruída.

A viatura vai passar por perícia e os demais procedimentos legais. O guincho foi acionado para a remoção do carro.

Estado de saúde

O Corpo de Bombeiros informou que o militar de 43 anos apresentou escoriações nos braços e um corte na cabeça, além de se queixar de dores na região do tórax. Ele e outro militar foram encaminhados ao HGE, no Trapiche. Já a polícial de 29 anos teve suspeita de fratura na perna esquerda e ferimentos no braço. Ela deu entrada em hospital particular, em Gruta de Lourdes.

O TNH1 entrou em contato com o HGE e foi informado, através de nota, por volta de 9h de hoje, que um PM está em estado estável, enquanto o outro já recebeu alta médica. "O Hospital Geral do Estado (HGE) informa que assistiu dois policiais militares feridos em uma colisão no Benedito Bentes, em Maceió. Ambos não autorizaram a identificação. Um segue os cuidados do médico ortopedista (estável), enquanto outro recebeu alta médica".

O quadro clínico da terceira vítima, encaminhada para o hospital particular, não foi informado.