Polícia

Vídeo: trio é preso com mais de 100 pedras que podem ser preciosas no interior de AL

Ascom PRF | 17/09/20 - 15h49
Divulgação / PRF

Três homens foram presos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) pelo crime de usurpação de patrimônio da União e foram apreendidas 139 minérios, que aparentam ser pedras preciosas, na manhã desta quinta-feira (17). O flagrante ocorreu durante fiscalização no km 56 da BR 423, em Canapi/AL.

Era por volta das 6h, quando os policiais rodoviários federais fiscalizavam em frente à Unidade Operacional do Carié,  e abordaram um veículo de Vw/Voyage, de cor preta, placa de Governador Valadares/MG, com três ocupantes. 

Após a verificação pessoal e veicular, os policiais decidiram realizar uma revista nas bagagens dos abordados, onde foram encontrados 139 minerais que podem ser preciosos.

Questionados sobre a procedência das pedras, os homens informaram que eram os proprietários e que trabalhavam na lapidação das pedras.  

Os agentes então solicitaram a documentação que autorizasse a lavra e transporte legal, mas eles negaram e informaram que iniciaram a viagem em Governador Valadares-MG com destino a Natal-RN, não mencionando a quem entregariam.

Em consulta aos sistemas, foi constatado que não havia nenhuma autorização para a lavra e transporte de recursos minerais e que os mesmos não possuíam notas fiscais das pedras que comprovem a origem e o valor comercial delas.

Diante dos fatos, os homens, junto ao material apreendido foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil Delmiro Gouveia, para os procedimentos cabíveis. Eles deverão responder pelo crime Usurpação de bem ou matéria-prima da União, de acordo com o Art. 2º da lei 8.176/91. As pedras serão levadas para perícia da Polícia Federal para saber se são verdadeiras e quais os valores.