Maceió

Vigilância Sanitária apreende mais 750 kg de alimentos impróprios para consumo

Ascom SMS | 22/11/21 - 15h39 - Atualizado em 22/11/21 - 15h44
Ascom SMS / Reprodução

Em mais uma ação de fiscalização pela capital alagoana, a Vigilância Sanitária de Maceió apreendeu 750 kg de alimentos perecíveis impróprios para o consumo da população. As fiscalizações aconteceram sábado (20) e domingo (21) em laticínios, supermercados e frigoríficos, localizados nos bairros Vergel do Lago, Ponta Grossa e Graciliano Ramos. Diversos produtos foram encontrados fora do prazo de validade, o que pode trazer prejuízos à saúde do consumidor. Entre os alimentos estragados estão carnes, frango, linguiça calabresa, queijo, mortadela, charque e outros.

De acordo com o coordenador da Vigilância Sanitária, Airton Santos, as fiscalizações são rotineiras e têm o propósito de alertar os empreendimentos sobre o cumprimento das normas sanitárias para preservar a saúde dos maceioenses. “A Vigilância Sanitária está sempre de olho vivo e atuante em todos os bairros de Maceió, tanto durante a semana como aos finais de semana também. Nos estabelecimentos, os fiscais passam as orientações necessárias aos comerciantes e observam o estado dos alimentos, conservação de maquinários, higienização e alvará sanitário, por exemplo. O órgão não busca punir, mas fazer uma orientação educativa, pois nosso intuito é garantir a saúde do consumidor”, explica o coordenador.

Airton Santos afirma que todos os estabelecimentos onde foram encontradas inconformidades com as normas sanitárias receberam auto de apreensão – em consequência da conduta flagrada – e multa, que pode variar de R$ 180 a R$ 19 mil, a depender da gravidade do caso. Os alimentos recolhidos foram descartados no Aterro Sanitário da cidade, situado no bairro Benedito Bentes.

Apreensões e fiscalizações - Desde o mês de fevereiro até o momento, foram apreendidos 71 toneladas de alimentos perecíveis impróprios para consumo e foram realizadas 8.000 fiscalizações em supermercados, avícolas, laticínios, panificações, bares e restaurantes, pizzarias, consultórios médicos e odontológicos, hospitais, clínicas veterinárias, funerárias, academias, hotéis, laboratórios, eventos. A Vigilância também interditou 36 estabelecimentos (19 panificações, 6 farmácias, 4 avícolas, 3 barracas de praia, 1 sandubaria, 1 lanchonete e 2 pizzarias).

Telefone e Whatsapp - Os maceioenses podem entrar em contato com a Vigilância Sanitária, caso observem estabelecimentos fora das adequações sanitárias e que causem risco à saúde da comunidade. A comunicação pode ser feita por meio do número 3312-5495, de segunda a sexta, das 7h às 13h, ou pelo WhastApp (82) 98705-0730, que funciona 24h, todos os dias.