Brasil

Violência doméstica: mulher finge pedir pizza e liga para Guarda Municipal; veja relato

Paulo Victor Malta | 18/06/24 - 16h45
Homem foi encontrado na sala da residência e preso em flagrante com a chegada dos guardas | Reprodução / RPC

Um homem foi preso no último domingo, 16, em Paranavaí, no noroeste do Paraná, por descumprir medida protetiva contra uma mulher vítima de violência doméstica. Ela teve a ideia de pedir uma pizza e ligou para a Guarda Municipal da cidade. 

Segundo o agente Carlos Eduardo Silva, o homem foi encontrado na sala da residência e preso em flagrante com a chegada dos guardas. 

"Essa solicitante pediu uma pizza e ele explicou que era um número de emergência. Ela insistiu querendo uma pizza e ele já entendeu que era um pedido de socorro. Ele pediu que se ela estivesse sendo agredida, que ela falasse que queria uma pizza com recheio, e ela disse que queria uma pizza com muito recheio. De imediato ele enviou a equipe", contou ao g1.

Segundo a publicação, a vítima teria informado aos agentes que o homem sempre fugia ao saber que ela ligava para as autoridades. 

"Ela explicou que ele aparece na residência dela e ela não tem força para fazer com que ele saia da residência", detalhou o guarda Carlos Eduardo Silva.

Violência doméstica - A Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp) aponta que, entre janeiro e abril de 2024, o estado registrou 81.389 casos de violência contra a mulher.

Outras 24.509 violências foram registradas dentro do contexto doméstico no mesmo período.

A Central de Atendimento à Mulher recebe denúncias de violência, orienta mulheres sobre seus direitos e faz o encaminhamento para outros serviços quando necessário. O serviço funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana.


É possível ter acesso ao atendimento por meio de uma ligação gratuita para o número 180, por meio de um e-mail para ligue180@mdh.gov.br, pelo aplicativo Proteja Brasil ou no site da ouvidoria.