Alagoas

Adolescente de 12 anos é monitorada com suspeita de hepatite aguda, diz Sesau

Redação TNH1 | 04/06/22 - 14h08
Reprodução/ThinkStock

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) confirmou neste sábado, 4, que está monitorando uma adolescente de 12 anos por suspeita de hepatite aguda de "etiologia a esclarecer". A situação da jovem se encontra atualmente em investigação laboratorial. 

"Conforme o Centro de Informações Estratégicas e Resposta em Vigilância em Saúde (Cievs), trata-se de uma adolescente de 12 anos, residente no município de Canapi, que foi submetida a atendimento ambulatorial, por apresentar aumento das taxas de enzimas no fígado", diz a Sesau em nota de esclarecimento enviada ao TNH1

A pasta esclarece ainda que a adolescente não necessitou ser hospitalizada e permanece em monitoramento pelo Cievs até que haja conclusão do caso.

O número de casos da hepatite misteriosa infantil em investigação no Brasil subiu para 64, segundo informações do Ministério da Saúde no final do mês de maio. Ao todo, a pasta recebeu 76 notificações, das quais 12 foram descartadas. Pelo menos 15 estados tinham casos sob suspeita. Com Alagoas, agora o número aumentou. 

A hepatite e a possível causa - A hepatite é uma inflamação do fígado que pode ter diversas causas, incluindo infecções virais e consumo excessivo de álcool. Os vírus conhecidos que causam a hepatite são A, B, C, D e E. Ainda há a hepatite autoimune, em que o próprio sistema imunológico do corpo ataca o fígado.

No caso da hepatite aguda misteriosa, os vírus conhecidos não foram identificados. A suspeita é de que uma mudança no genoma de um adenovírus possa ser a causa deste surto. Os adenovírus são os vírus causadores dos resfriados comuns.