Alagoas

Alagoas segue sem assaltos a bancos pelo 10º mês consecutivo, diz SSP

Ascom SSP | 31/05/22 - 20h30
Foto: Reprodução

O trabalho integrado das forças de Segurança Pública tem contribuído para a redução da criminalidade em Alagoas e as ações preventivas têm deixado o estado longe de algumas modalidades de crimes, como é o caso de assalto a instituições financeiras. De 2019 até agora, somente cinco situações delituosas deste tipo foram registradas pelo Núcleo de Estatística e Análise Criminal (NEAC) da SSP, sendo o último caso no mês de julho do ano passado.

Esse resultado também foi conseguido graças ao monitoramento feito pelo Serviço de Inteligência das instituições policiais, que é coordenado pela Secretaria da Segurança. As agências acompanham diariamente as movimentações que possam ocorrer tanto na Capital, quanto no interior alagoano. Essa estratégia que tem dado certo, inclusive, interceptou e frustrou a tentativa de uma quadrilha especializada em assaltos a banco, em Maribondo, na última segunda-feira (30), quando o alvo dos criminosos era a agência do Bradesco da cidade.

Sob coordenação da Gerência de Recursos Especiais (GRE), equipes da Divisão Especial de Investigação e Capturas (DEIC) e do Tático Integrado de Grupos de Resgate Especial (Tigre) se dirigiram até o local e evitaram o crime. Bandidos efetuaram disparos contra os policiais, que precisaram responder à injusta agressão sofrida.  Dois indivíduos ficaram feridos, foram socorridos, mas não resistiram e vieram a óbito.

Os criminosos têm envolvimento em pelo menos outros dois assaltos a bancos no Nordeste, e vinham sendo monitorados pela Inteligência da Polícia Civil alagoana. Dois carros e uma moto foram usados pelos criminosos. Um dos veículos foi encontrado abandonado às margens da rodovia. Armas e equipamentos também foram apreendidos.

O trabalho preventivo também conta com ações simuladas, como a que ocorreu no último mês de março no Agreste Alagoano. Palmeira dos Índios e Arapiraca foram palco do exercício prático que durou cerca de três horas e reuniu mais de 200 policiais militares, civis, científicos e bombeiros militares. Instrutores da PM do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e da Polícia Federal trouxeram a experiência vivida em seus estados para o treinamento inédito em Alagoas. Treinos como este devem acontecer novamente no estado.

Investimentos em todas as áreas da Segurança Pública também têm contribuído com a redução dos índices, principalmente na tecnologia e na melhoria de armamentos. A modernização de equipamentos de proteção individual (EPIs) e novas estruturas de trabalho estão entre as garantias obtidas nos últimos anos.