Saúde

Alagoas vai iniciar dose de reforço em idosos e anuncia retomada da vacinação em adolescentes

Eberth Lins | 22/09/21 - 07h28 - Atualizado em 22/09/21 - 10h01
Alagoas vai aplicar terceira dose de vacinas contra a Covid em idosos | Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Alagoas vai iniciar a aplicação da terceira dose, a chamada dose de reforço, em idosos a partir de 70 anos, imunossuprimidos (pessoas com baixa imunidade) e acamados. O estado também retoma a partir desta quarta-feira (22) a vacinação em adolescentes de 12 a 17 anos, que tinha sido suspensa após recomendação do Ministério da Saúde (MS).

O anúncio foi feito pelo governador Renan Filho (MDB), por meio das redes sociais, na noite de ontem (21). No comunicado, o chefe do Executivo Estadual orienta ainda que as pessoas busquem informações nas secretarias de saúde de seus respectivos municípios.

A vacinação para adolescentes foi suspensa pelo MS no último dia 16, mas estados e municípios têm autonomia para acatar ou não a recomendação  durante  a execução do plano de imunização.  Maceió chegou a suspender a vacinação de adolescentes  por algumas horas, mas depois retomou por conta própria. Também  no último dia 16, o Município de Maceió  informou que "está preparado para vacinar os idosos com a dose de reforço para pessoas com 70 anos ou mais e que aguarda a nota técnica para dar início".

Vacinação contra a Covid para adolescentes foi retomada em todo estado a partir desta quarta-feira (22). Foto: Agência Saúde 

O estado tinha aderido à nota técnica do MS, que recomendava a vacinação somente de adolescentes que apresentam deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade. Na nota, enviada aos estados no dia 15 de setembro, o MS ressaltou que  os benefícios da vacinação em adolescentes sem comorbidades 'ainda não estão claramente definidos". O ministro da pasta, Marcelo Queiroga, também tentou relacionar a morte de uma adolescente à vacina. o que já foi destacado pela Anvisa e Secretaria de Saúde de São Paulo, que, após investigação, informaram que a jovem sofria de uma doença autoimune que o óbito não foi causado pela vacina.

3ª dose para profissionais na linha de frente -  O estado também informou que está buscando meios para vacinar os profissionais na linha de frente de combate à Covid-19 com a 3ª dose. "Com o reconhecimento, por parte do Ministério da Saúde, sobre a necessidade da dose de reforço, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) também tem reivindicado a aplicação da terceira dose para os profissionais de saúde do Estado, que estão na linha de frente combatendo o coronavírus", diz o estado.