Brasil

Anvisa: Cruzeiros tiveram quase 800 casos de Covid em 9 dias

IG | 04/01/22 - 13h32 - Atualizado em 04/01/22 - 13h34
Marcos Porto / Prefeitura de Itajaí / Reprodução

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que quase 800 casos de Covid-19 foram confirmados a bordo dos navios atracados na costa do Brasil em um intervalo de nove dias. Nessa segunda-feira (3), a Associação Brasileira de Navios de Cruzeiros (CLIA) divulgou que as companhias de cruzeiros pausarão suas operações no Brasil até 21 de janeiro . A decisão ocorreu após a recomendação da Anvisa pela suspensão das atividades após o surto de Covid em navios.

De acordo com a agência, desde o início da temporada de cruzeiros, em novembro do ano passado, 829 pessoas foram positivaram para a doença. Desse total, 31 foram confirmados entre 1º de novembro e 25 de dezembro, e 798 foram registrados de 26 de dezembro até essa segunda. Além disso, 502 casos foram diagnosticados entre os tripulantes, ou seja, o número representa 60% dos casos positivos a bordo das embarcações.

"Tal mudança repentina e brusca do contexto epidemiológico, provavelmente decorrente do surgimento da variante Ômicron, requer nova avaliação do cenário da pandemia de Covid-19. Os dados referentes ao cenário epidemiológico a bordo das embarcações de navios de cruzeiro reforçam a nota técnica da Anvisa, expedida na última sexta-feira (31/12), que recomendou ao Ministério da Saúde a suspensão provisória imediata da temporada de navios de cruzeiro no Brasil", disse a Anvisa. 

Reunião - Nessa segunda, a agência e órgãos do governo federal se reuniram com representantes dos estados e cidades em que os navios estão atracados, além das empresas do setor, para discutir a situação dos cruzeiros. Segundo a Anvisa, "os estados e municípios foram unânimes em reiterar a posição da Anvisa pela suspensão provisória da temporada de navios de cruzeiro no Brasil, até que se obtenham novos dados para melhor avaliação de eventual cenário de retomada".

No encontro, foi decidida a  suspensão da temporada de cruzeiros até o próximo dia 21. De acordo com o Ministério da Casa Civil, "o governo federal continuará, nos próximos dias, a promover reuniões com municípios, estados e empresas para, juntos, reavaliarem a possibilidade do retorno das atividades". Após a definição, o ministro do Turimo, Gilson Machado, disse que quer que as regras de controle da Covid-19 sejam flexibilizadas em viagens do tipo . Para ele, o governo deve adotar um protocolo mais leve, com limite maior de casos confirmados para manutenção dos passeios.