Brasil

Após criança morrer baleada, população bloqueia via e incendeia ônibus no Rio

Redação com informações do G1 | 14/02/19 - 15h02 - Atualizado em 14/02/19 - 15h21
Reprodução Redes Sociais

Uma menina de 11 anos morreu após ser atingida no peito por um disparo de arma de fogo, no início da tarde desta quinta-feira (14), enquanto estava na porta do bar da sua mãe, na Rua Bergamo, no bairro Triagem, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Moradores da região acusaram a Polícia Militar de ter sido responsável pelo tiro e protestaram depois da morte da criança.

Segundo informações do site G1, ainda não se sabe de onde teria vindo o disparo, porém manifestantes acreditam que os militares foram responsáveis pela morte da jovem. Eles chegaram a bloquear a Rua Ana Neri para protestar e um ônibus foi incendiado na Rua Francisco Manuel, em Benfica.

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados para conter os moradores e controlar as chamas, respectivamente. De acordo com a assessoria de comunicação da PM, os moradores que atiraram objetos e lixos nas ruas foram contidos e o fogo controlado por volta das 15h15 (horário de Brasília).

Em nota, a PM também afirmou que já se deparou com a menina baleada quando chegou ao local. Um homem com uma mochila com drogas e uma pistola também teria sido encontrado baleado. A secretaria destacou que não havia operação quando a menina foi baleada.

As equipes policiais teriam sido acionadas para checar um roubo de carga, em andamento, no condomínio Morar Carioca, em Triagem, no início da tarde desta quinta-feira (14).