Maceió

Após possíveis danos a sítio histórico, Prefeitura vai contratar arqueólogos para acompanhar obras no Centro de Maceió

TNH1 com Ascom Iphan e Secom Masceió | 12/11/21 - 15h55 - Atualizado em 12/11/21 - 16h50

Após a suspensão das obras de revitalização no Centro de Maceió por conta de possíveis danos ao patrimônio arqueológico da capital, nessa quinta-feira, 11, a Prefeitura de Maceió vai contratar um arqueólogo para acompanhar os servios, orçados em R$ 4,4 milhões. A contratação é uma das medidas definidas em reunião entre representantes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) com equipes da equipes técnicas das secretarias  Municipal de Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente (Sedet) e de Infraestrutura (Seminfra), na manhã desta sexta-feira, 12. As informações são da assessoria de comunicação do Iphan.

Em release publicado na tarde desta sexta-feira, a Prefeitura de Maceió informa que "o objetivo [da contratação dos arqueólogos] é assegurar que sejam feitos os registros dos achados arqueológicos junto com o avanço dos serviços de requalificação.

Também ficou definido no encontro, de acordo com informação do Iphan, que os serviços poderão ser retomados imediatamente em um trecho da obra, fora do local onde foi encontrado o possível sítio arqueológico e os vestígios dos trilhos dos antigos bondes elétricos. Na nota, o Iphan fez questão de ressaltar a parceria com a Prefeitura de Maceió na preservação do patrimônio histórico de Maceió.

"O Iphan reconhece a importância dessa ação da Prefeitura, um projeto de acessibilidade que atende demandas cotidianas do cidadão. Por sua vez, o governo municipal é entusiasta do Patrimônio Cultural de Maceió e, portanto, compreende a necessidade de proteger o acervo arqueológico da cidade", diz trecho da nota.

A reunião serviu também para alinhar os "fluxos de trabalho entra as duas instituições, a fim de que situações de paralisação ou de risco ao Patrimônio Cultural não voltem a se repetir".