Alagoas

Após protocolar 'Manual Informativo', escolas particulares acreditam em retorno no mês de outubro

Afirmação foi feita nesta quinta-feira (24) pela presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado de Alagoas (Sinepe-AL), Bárbara Heliodora

Redação TNH1 com TV Pajuçara | 24/09/20 - 17h36 - Atualizado em 24/09/20 - 17h42
Arquivo

Durante uma coletiva de imprensa nessa quarta-feira (23), o governador Renan Filho anunciou que espera até o fim deste mês apresentar o protocolo para a retomada de alguns segmentos da educação, com a retomada primeiro dos cursos voltados aos adultos.

"Nós estamos estudando o plano apresentado pelos estabelecimentos privados e avaliando como e quando se dará o retorno da rede estadual", explicou Renan Filho, durante a coletiva. 

O documento foi entregue ao governo pelo Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado de Alagoas (Sinepe-AL), que elaborou um manual informativo e orientativo para que as escolas da rede privada possam construir seus protocolos de retorno às aulas e biossegurança .

A informação foi confirmada por Bárbara Heliodora, presidente do Sinepe-AL, em entrevista ao vivo ao programa Fique Alerta, da TV Pajuçara, nesta quinta-feira (24). 

"Entendemos que, para além de álcool gel, álcool 70%, sanitização, tapetes, a escola precisa estar preocupada também com a saúde sanitária do seu ambiente escolar, deve estar preocupada com a saúde emocional do seu aluno, seja da educação infantil, fundamental ou médio, e entender que esse é um momento de aprendizagem de ambos os lados, da família e da escola. Sabemos que ninguém estava preparado para esse momento e todos foram aprendendo ao longo dos dias que se passaram e já se vão para mais de seis meses as escolas paralisadas por conta da pandemia". 

"As escolas estão preparadas, as escolas já podem reiniciar suas aulas presenciais porque têm hoje um protocolo de biossegurança de retorno das aulas que vai permitir que a família conheça esse protocolo e se sinta segura no retorno das aulas, que deverão se iniciar, acredito, neste mês de outubro. Contudo, sabemos que é uma liberação que deve partir do Governo do Estado, e as escolas estão aguardando. O protocolo já está nas mãos do governo", pontuou.

Assista à matéria completa no vídeo abaixo: