Alagoas

Após tragédia no Flamengo, bombeiros reforçam fiscalização em CTs de Alagoas

Eberth Lins | 11/02/19 - 11h50 - Atualizado em 11/02/19 - 11h50
Agência Alagoas

O Corpo de Bombeiros vai reforçar as fiscalizações nas estruturas dos Centros de Treinamento (CTs) dos times alagoanos. O ponto de partida, de acordo com a assessoria de comunicação da corporação, é um mapeamento dos alojamentos.

As fiscalizações acontecem após o incêndio no CT do Flamengo, na madrugada de sexta-feira (08), em Vargem Grande, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. O episódio, apontado como uma das maiores tragédias da história do futebol, deixou 10 jovens mortos e outros três feridos, um deles ainda em estado grave. Todas as vítimas têm entre 14 e 16 anos e jogavam na categoria de base do time. 

“Esta primeira etapa é um levantamento dos Centros de Treinamento cadastrados para identificar os que não têm cadastros nos Bombeiros e conseguimos fazer as fiscalizações”, informou a assessoria.

De acordo com os Bombeiros, nas fiscalizações serão verificados itens como equipamentos e documentação. “As fiscalizações são feitas anualmente e todo Centro de Treinamento tem a obrigação de dar entrada da documentação nos Bombeiros”, acrescentou a assessoria.

O incêndio

Nas primeiras horas da sexta-feira, um incêndio, que teria começado no ar-condicionado do quarto de número seis do Centro de Treinamento do Flamengo, causou a morte de dez atletas da categoria de base do rubro-negro e deixou três feridos. O fogo destruiu parte dos alojamentos do centro técnico.