Saúde

Às vésperas de novo decreto, Alagoas segue em alta de mortes e ocupação de UTIs

Relatório da Ufal diz que os novos casos continuam estabilizados em um platô acima de quatro mil há cerca de dez semanas, enquanto as mortes pela doença se mantêm em um nível alto já há quatro semanas

Eberth Lins | 09/06/21 - 10h19 - Atualizado em 09/06/21 - 10h27
A última média total de ocupação de leitos de UTI em Alagoas é de 91% | Foto: Folhapress

Às vésperas de um novo decreto governamental, Alagoas segue em um dos piores momento no que diz respeito à ocupação de leitos para para tratamento de pacientes graves de Covid-19 e também de mortes causadas pela doença, sendo 21 óbitos registrados somente nessa terça-feira (08), segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

De acordo com a última atualização da Sesau, na tarde de ontem (08), o estado está com uma ocupação total de 91% de leitos de UTI, mesma média verificada na semana passada.

Dos 390 leitos disponibilizados, já incluindo os criados recentemente, 354 estão ocupados. Em Maceió, de 220 leitos, 199 estão ocupados, totalizando ocupação de 90%; enquanto no interior dos 170 leitos, 155 estão ocupados, totalizando 91% de taxa de ocupação.

A situação é ainda mais grave se considerada a distribuição por municípios. Em Arapiraca, segunda maior cidade do estado, todos os 75 leitos estão ocupados. A alta ocupação, inclusive, chamou atenção dos Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Pùblico Estadual (MPE), que cobraram medidas das autoridades para evitar um colapso na rede pública de saúde da região.

A mesma situação é verificada em Santana do Ipanema, que tem 15 leitos e está com todos ocupados.

O Observatório Alagoano de Políticas Públicas Para Enfrentamento da Covid-19, da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) analisa semanalmente os números da doença e informou no mais recente relatório, na última segunda-feira (07), que a pandemia está descontrolada e que os casos confirmados do novo Coronavírus aumentaram em 5%.

Segundo o relatório, os novos casos continuam estabilizados em um platô acima de quatro mil há cerca de dez semanas, enquanto as mortes pela doença se mantêm em um nível alto já há quatro semanas. 

Conforme dados da Sesau, Alagoas tem um total de 199.215 casos confirmados do novo Coronavírus, sendo 3.255 em isolamento domiciliar e 190.207 pacientes já recuperados da doença. Os casos em investigação laboral também seguem em alta, totalizando 16.276.  A doença já fez 4.901 vítimas fatais no estado.

Um novo decreto ordenando medidas para frear a proliferação e minimizar os danos da Covid-19 deve ser anunciado amanhã (10) pelo governador Renan Filho (MDB), com a expectativa de que não haja nenhuma flexibilização com relação ao que está vigente.