Economia

Assistência Social esclarece transição do Bolsa Família para o Auxílio Brasil

Ascom Semas | 12/11/21 - 15h38 - Atualizado em 12/11/21 - 15h41
Divulgação

O novo programa do governo federal, o Auxílio Brasil, substituirá o programa Bolsa Família. Em virtude disso, beneficiários do Bolsa Família e inscritos no Cadastro Único (Cadúnico), estão procurando as unidades da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) em busca de informações. Segundo o coordenador do Cadastro Único de Maceió, Diogo Santos, nesse momento não há a necessidade dos beneficiários do Bolsa Família se dirigirem aos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) ou a sede do Cadúnico.

“Todos os que receberam o Bolsa Família até o mês de outubro deste ano, migrarão automaticamente para o Auxílio Brasil. Ninguém perderá o benefício por falta de atualização cadastral porque o prazo para atualização foi prorrogado por mais 180 dias”, explicou.

Em Maceió, 183.449 pessoas recebem o Bolsa Família. O recebimento do benefício seguirá o mesmo calendário de pagamento do Bolsa Família que começa dia 17 de novembro. Os beneficiários receberão o auxílio usando os mesmos documentos do Bolsa Família como o cartão, e documento com foto e o Número de Identificação Social (NIS) para quem não tem o cartão. O coordenador ainda esclarece que quem estava recebendo o Auxílio Emergencial no lugar do Bolsa Família, receberá o Auxílio Brasil normalmente.

“Novas concessões do Auxílio Brasil só serão feitas pelo Ministério da Cidadania , a partir de dezembro, por averiguação cadastral das famílias que estão no perfil para receber o  benefício”, esclareceu Diogo Santos. Para informações, a população pode entrar em contato  na sede do Cadastro Único por meio do telefone 3312-5924, (82) 98882-8257 (WhatsApp) e do 98882-8212 (WhatsApp). O horário de atendimento é das 8h às 16h, de segunda a sexta-feira.

Auxílio Brasil - O Auxílio Brasil integra em um só programa várias políticas públicas de assistência social, saúde, educação, emprego e renda. O programa é destinado a famílias em situação de extrema pobreza e famílias em situação de pobreza, que possuírem em sua composição gestantes ou pessoas com idade até 21 anos incompletos.