Polícia

Autor de crime contra porteiro cometeu outro homicídio horas antes, diz polícia

TNH1 com informações da PC-AL | 23/04/21 - 07h10 - Atualizado em 23/04/21 - 07h25
Ascom PC-AL

O suspeito de matar o porteiro Gedevan Soares Campos, preso nessa quinta (22), também foi apontado como o autor do crime contra Darlan da Silva, de 25 anos, vulgo “Bonitão” ou “Lindão”, no dia 21 de março deste ano. Os homicídios aconteceram no mesmo dia.

Segundo o delegado Fábio Costa, Darlan foi assassinado a tiros pelo criminoso, de iniciais G.V. na Rua Sombra dos Eucaliptos, no Tabuleiro do Martins. As investigações mostraram que a vítima causava confusões na região e havia tentado invadir casas durante a madrugada. Darlan foi morto antes de Gedevan, no período da manhã.

Ainda de acordo com a polícia, uma das residências, em que a vítima tentou entrar, pertencia ao filho de G.V, que ameaçou Darlan e ligou para o pai após o ocorrido.

Chegando ao local, o suspeito teria perseguido a vítima e efetuado os disparos que atingiram Darlan em via pública. Uma jovem, parente de G.V, chegou a ser alvejada no pé em decorrência dos disparos efetuados contra o rapaz.

O que chama a atenção para os dois crimes é que Gedeval e Darlan não tinham nenhuma ligação e isso dificultou o trabalho de investigação da Polícia. A arma usada por G.V. foi a mesma no dois assassinatos.

“Apesar dos crimes acontecerem no mesmo dia e lugar, a única coisa que as vítimas tinham em comum era o fato de entrarem em desentendimento com familiares do suspeito. O primeiro homicídio aconteceu durante a manhã do dia 21 de março e o segundo no final da tarde do mesmo dia”, explicou o delegado.