Mundo

Avião de fabricação brasileira sai da pista no Equador

28/04/16 - 15h35 - Atualizado em 28/04/16 - 15h35

Um avião Embraer 190 da companhia equatoriana TAME saiu de pista na manhã desta quinta-feira, dia 28 de abril, pelas 08h00 locais, no Aeroporto Mariscal La Mar, na cidade de Cuenca, província de Azuay, no Equador.

A aeronave, matrícula HC-COX, procedia de Quito, e levava a bordo 78 passageiros e seis tripulantes. Não obstante a espetacularidade das imagens distribuídas nas redes sociais, todos os ocupantes saíram ilesos, tendo sido evacuados pelas mangas de emergência, com a ajuda dos comissários de bordo e dos bombeiros aeroportuários que, entretanto, chegaram ao local do incidente, numa das cabeceiras da pista. Há notícia de que dois passageiros terão sido assistidos a ferimentos leves numa unidade hospitalar, de onde tiveram alta pouco tempo depois.

As autoridades aeroportuárias e a companhia aérea dizem que no momento do despiste do avião chovia abundantemente, situação que provocou diversos alagamentos e inundações na cidade de Cuenca.

Entretanto, uma vez mais, movimentos de residentes, em Cuenca, manifestaram-se através das redes sociais e dos canais televisivos locais, contra o perigo que representa a atual situação do Aeroporto de Mariscal La Mar, que fica inserido numa zona habitacional de construção muito densa. Por isso, e face a mais este incidente que, felizmente, não teve consequências piores, alertam as autoridades para a deslocalização da estrutura aeroportuária.

Os estragos no avião estão à vista, aparentemente, nas fotos. Testemunhas afirmam que o aparelho escorregou para fora da pista de aterragem, ficando com os trens de pouso presos no terreno enlameado das margens de segurança. Foi aberto um inquérito oficial, determinado pela autoridade nacional de segurança aérea da República do Equador, país da América do Sul, com frente litoral para o Oceano Pacífico.